Festival Ópera da Serra da Capivara volta com homenagem a Niède Guidon

A governadora Regina Sousa garantiu apoio ao evento, marcado pela arte e projeções no anfiteatro da Pedra Furada, dentro do Parque Nacional Serra da Capivara

Avalie a matéria:
Festival Ópera Serra da Capivara aconteceu em 2019 | Joaquim Neto

O festival Ópera da Serra da Capivara voltará em 2022 após dois anos sem acontecer devido à pandemia. Na manhã desta quarta-feira (04), no Palácio de Karnak, a governadora Regina Sousa garantiu apoio evento durante reunião com os organizadores do festival. O festival já tem data para acontecer: será de 26 a 30 de julho no Parque Nacional Serra da Capivara, no município de São Raimundo Nonato, semiárido do Piauí.

A idealizadora da Ópera da Serra da Capivara, Sádia Castro; a prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita Castro; e o secretário Estadual de Cultura, Carlos Anchieta, estiveram com a governadora e explicaram como será o evento, que reúne várias expressões artísticas, como música, dança, teatro, poesia, acrobacia e projeções de imagens no anfiteatro da Pedra Furada, dentro do parque. 

“Vamos fazer a reunião da França com o sertão por meio de uma linguagem artística unindo esses dois mundos tão distintos”, contou Sádia Castro.

Reunião realizada hoje, no Palácio de Karnak | FOTO: Divulgação

Já a prefeita Carmelita Castro disse que a Ópera é a cara do Piauí e o Governo do Estado sempre foi um grande parceiro.

Homenagem a Niède Guidon

Este ano, o Festival homenageará a arqueóloga franco-brasileira Niède Guidon, conhecida mundialmente pela defesa de sua hipótese sobre o processo de início do povoamento das Américas e por sua luta pela preservação do Parque Nacional da Serra da Capivara. 

Nos dias 26 e 27, os eventos acontecerão de forma gratuita, em espaço aberto na Praça do Abrigo, em São Raimundo Nonato. Já de 28 a 30, o evento será realizado dentro do parque. 

“A Ópera une alta tecnologia com arqueologia, é a união do futuro e do passado. O que temos de mais diferente são as projeções inseridas na pedra furada, que vira uma grande tela de cinema”, destacou a idealizadora do evento.

Esta será a quarta edição do evento, apoiado pelo Governo do Estado desde a primeira. Cada edição tem um ato. A primeira, em 2017, foi o Ato Ancestral (contando o início de tudo). A segunda, em 2018, o Ato Krahô (sobre os índios que habitaram a região ) e a terceira, Ato Carcará (sobre as riquezas da Caatinga, região da Serra da Capivara e sobre a luta do povo sertanejo). Agora, em 2022, será o Ato Niède.

A governadora Regina Sousa garantiu que todos os eventos culturais que estavam no calendário do Estado antes da pandemia serão retomados, como o Ópera da Serra da Capivara. “Estamos retomando com cautela e outros eventos também vão voltar, como o Encontro de Folguedos e o Festival de Rabecas de Bom Jesus”, enfatizou, lembrando que os eventos além de promoverem a cultura, movimentam a economia do Estado.

O secretário de Cultura Carlos Anchieta frisou que todos os eventos estão sendo retomados com muita alegria e destacou que a Ópera terá, além de atrações nacionais, o corpo de baile da escola de balé do Piaui. Sobre os Folguedos, ele afirmou que eles devem ocorrer em agosto, no estacionamento do estádio Albertão.

Ópera da Serra da Capivara aconteceu em 2019 | FOTO: Joaquim Neto

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES