Rany Veloso

Coluna da jornalista Rany Veloso, direto de Brasília

Exclusivo Ministro Múcio comemora decisão do STF contra poder moderador das Forças

“Foi ótimo”, diz o responsável pelas Forças Armadas. O histórico é literalmente de defender as Forças de ataques dentro e fora do governo e aproximar o presidente Lula dos militares.

FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

Por Rany Veloso

Após maioria do Supremo Tribunal Federal (placar 7 x 0) decidir que o artigo 142 da Constituição não prevê intervenção militar no país, impedindo qualquer argumento de que as Forças Armadas são poder moderador da República, o ministro da Defesa, José Múcio Monteiro, disse à coluna que considerou a decisão muito boa e elogiou bastante o posicionamento dos ministro da Corte. Na visão dele, mesmo sendo esperada, esta decisão põe fim a qualquer dúvida sobre o possível poder moderador das Forcas Armadas.

“Foi ótimo porque acaba com essa discussão definitivamente. Precisamos olhar para frente".

Múcio tem o histórico no governo de defender as Forças Armadas, inclusive sobre o 8 de janeiro de 2023. Sua missão é de pacificar as relações, sobretudo com o presidente Lula, que vetou manifestações oficiais do governo sobre os 60 anos do golpe que levou o país a um regime de ditadura militar. Desde que assumiu o governo, Lula vem tentando "desbolsonarizar" as instituições militares.

O Congresso tem propostas para alterar o artigo, mas todas paradas. O Planalto quer ficar neutro para não fazer movimento que possa levantar os quartéis.   

Os ministros Flávio Dino e Gilmar Mendes, em suas decisões, recomendaram que a decisão seja ensinada nas escolas. 



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES