Autocine no Uruguai: quando a sétima arte está sintonizada com FM

No âmbito do COVID-19, o cinema, ou melhor, a forma de assistir filmes em telas grandes, tem novos cenários.

Avalie a matéria:
Uruguai | Divulgação

Voltou o cinema. Os filmes estão de volta. A emoção, o encontro, a magia da sétima arte também. E voltou nos tempos do COVID-19, reinventar-se como, no caso do Ecocinema, AeroLife, AutoCine Club e Autoshow, quatro das iniciativas em andamento, que reformularam boa parte da programação já prevista para exibição em 2020 e que agora, através desses projetos, usarão a tela para tentar fazer do cinema uma ferramenta de transmissão de autoestima e diversão.

No âmbito do COVID-19, o cinema, ou melhor, a forma de assistir filmes em telas grandes, tem novos cenários. Por um lado, de forma itinerante, será projetado em diferentes complexos habitacionais em Montevidéu. Por outro lado, no estacionamento do Aeroporto Internacional de Carrasco, assim como nos acessos ao Farol de Punta Carretas, eles terão suas telas gigantes para exibir filmes. E, finalmente, no Centro de Convenções de Punta del Este, haverá apresentações nos finais de semana para que, mediante o coronavírus, todos possamos desfrutar novamente da magia da sétima arte.

Ligue o rádio e incline-se para fora da janela

O primeiro a fazer a mudança foi o Ecocinema, a plataforma de cinema solar dirigida pelos ex-jogadores Álvaro Recoba e Iván Alonso, junto com o produtor audiovisual Gonzalo Lamela, que apresentou o projeto "Desde mi ventana", iniciativa que começou no último dia 7 de maio no bairro Sayago, com a projeção de filmes em diferentes complexos habitacionais de Montevidéu, cujo áudio pode ser sintonizado através da FM.

De alguma forma, a equipe Ecocinema - uma iniciativa 100% uruguaia que surgiu em 2012 e vem se expandindo desde então para Argentina, Brasil, Chile, Equador, Panamá e México - levará suas telas solares para os lugares onde as pessoas mais precisam de apoio para superar o isolamento social e a crise econômica.

Esta é uma proposta totalmente livre, que une cinema e energias renováveis como ferramenta de mudança e impacto social, dizendo presente para dar um pouco de incentivo à nova realidade.

Na ausência de vôos, o pouso é feito na tela

Do formato mais convencional do cinema drive-in, com uma tela de 20 metros de largura e 11 metros de altura, no sábado 23 de maio foi inaugurado oficialmente o espaço AeroLife, localizado no estacionamento do Aeroporto Internacional de Carrasco.

Esta iniciativa, criada pela Life Cinemas, Magnolio Media Group e o Aeroporto, colocou na tela Sonic, o filme e depois Yesterday, deixando para o encerramento um show especial do DJ Sanata.

Com capacidade para 90 veículos, a AeroLife tem um custo de admissão por carro (que pode ir até quatro pessoas) de $ 590 (pesos uruguaios), incluindo a possibilidade de adquirir um cardápio com pop e refrescos, bem como o serviço gastronômico de uma cadeia de fast food.

No leste, as luzes do carro também são desligadas e o cinema é ligado.

Nesta etapa de nova normalidade, Maldonado é o primeiro departamento do país a retornar a uma forma clássica de assistir filmes que é muito característica de outras décadas: o cinema drive-in.

Através do Autoshow, uma iniciativa que surge da mão da A y C producciones, na área de El Jagüel, mais precisamente no Centro de Convenções de Punta del Este, cerca de 200 carros - com quatro pessoas cada - poderão desfrutar por $ 400 (pesos uruguaios) estreias em espanhol.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES