Pode fazer cardio no dia do treino de perna? Treinador explica

Essa é uma dúvida frequente entre pessoas que fazem academia, principalmente entre os iniciantes

É preciso saber encaixar o treino aeróbico para não atrapalhar a hipertrofia | Reprodução/Internet
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

Quando se trata de musculação com o objetivo principal de ganho de massa muscular, surgem frequentemente dúvidas sobre como incorporar o treino aeróbico à rotina sem comprometer a hipertrofia. Mesmo sendo um exercício de intensidade geralmente mais baixa, é crucial entender a melhor abordagem para realizá-lo.

O personal trainer Leandro Twin comenta o assunto. “Você vai perder tudo. Dificilmente eu passo um aeróbico depois de um treino de perna para algum aluno meu. Por quê? Não é por conta dessa afirmativa, porque ela é mentirosa. Para um aluno que quer perder gordura corporal tem que fazer uma carga de aeróbico semanal”, afirma em entrevista ao site Sport Life.

DESGASTE. Posteriormente, o Twin menciona uma estratégia que adota: evitar que o aluno realize exercícios aeróbicos no mesmo dia em que treina membros inferiores. Essa abordagem é então compensada em outros dias da semana. Ele justifica que realizar os dois tipos de treino no mesmo dia pode resultar em um desgaste excessivo para a pessoa.

“Imagina a perna toda cansada e fazendo cardio. A maioria das pessoas não rende bem. Então, é mais conveniente fazer o treino de perna até para mentalmente ele focar naquilo ali. Vou sair daqui. Acabou. Depois desses 20 minutos, que seria no pós-treino, eu divido mais cinco minutos em quatro dias por semana e dá no mesmo”, encerra Leandro Twin.

Evite o overtraining

O exercício físico é importante para manter uma boa saúde, mas é preciso ter cuidados com o excesso, que pode resultar em overtraining. Isso pode trazer alguns prejuízos sérios para o esportista, independente da modalidade que ele pratica. "O exercício estimula a produção de antioxidantes e isso é ótimo. Agora, se o gasto de energia é alto demais, com um excessivo levantamento de peso, há um aumento gigantesco da produção de radicais livres e sem defesa suficiente chegamos ao estresse oxidativo. Isso danifica várias moléculas. Entre elas: colágeno e a elastina aumentando a flacidez e piorando a qualidade da pele", explica a médica cirurgiã plástica Beatriz Lassance.

EQUILÍBRIO. Diante disso, é importante que a pessoa pratique atividade física com equilíbrio. "A cada treino você pode exigir um pouco mais dos seus músculos, mas sem sobrecarregar o corpo. Procure um nutrólogo ou nutricionista para o consumo ideal de proteínas e gorduras de boa qualidade, sem esquecer dos carboidratos, na quantidade exata, para dar energia ao corpo", encerra o médico dermatologista Abdo Salomão Júnior.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES