Anvisa solicita informações sobre doses de reforço para fabricantes

Objetivo é antecipar informações que permitam avaliar o cenário em torno da necessidade ou não de doses adicionais das vacinas em uso

Avalie a matéria:
Vacina da Pfizer | Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou neste sábado (28) que solicitou ao Instituto Butantan informações sobre o andamento dos estudos relativos a doses de reforço ou revacinação da Coronavac.

O mesmo pedido foi feito para a Fiocruz na quarta-feira (25) e para a Janssen. O órgão também quer mais informações sobre a terceira dose da Pfizer

O objetivo, segundo a Anvisa, é antecipar informações que permitam avaliar o cenário em torno da necessidade ou não de doses adicionais das vacinas em uso no Brasil. O órgão também informou que pediu que a Fiocruz agende uma reunião com os técnicos da agência para discutir dados disponíveis sobre a questão.

Todas as vacinas foram aprovadas para uso pela Anvisa e são aplicadas no Brasil.

Vacina da Pfizer Foto: Agência Brasil 

Dose de reforço

Na quarta-feira (25), o O Ministério da Saúde anunciou que a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 será oferecida no Brasil a partir de setembro.

A vacinação é indicada para idosos com mais de 70 anos e imunossuprimidos.

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, disse que o instituto está preparado para a necessidade de o país aplicar uma terceira dose da CoronaVac na população idosa.

"O Butantan está preparado para, sim, fornecer a terceira dose", afirmou o diretor.

Segundo o diretor, o Instituto tem, além das doses que serão destinadas a finalizar o contrato de 54 milhões de doses da vacina ao Ministério da Saúde, mais 26 milhões em processamento.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES