Estudo revela que poluição mata 9 milhões de pessoas por ano no mundo

A baixa qualidade do ar, consumo de água suja e poluição química tóxica provocaram mais mortes do que acidentes no trânsito, abuso de álcool e drogas e o HIV.

Avalie a matéria:
poluição | Unsplash-Divulgação

Um dado preocupante revela que a poluição foi responsável por uma em cada seis mortes em todo o mundo em 2019. O número faz parte de estudo divulgado na revista científica norte-americana The Lancet recentemente. De acordo com o relatório, baixa qualidade do ar, consumo de água suja e poluição química tóxica provocaram mais mortes do que acidentes no trânsito, abuso de álcool e drogas e o HIV.

Ainda segundo a pesquisa, o número representa 9 milhões de pessoas a cada ano, ou seja, mais de 90% das mortes ocorrem em países de renda baixa ou média. O levantamento mostra que o ranking de óbitos prematuros causados pela poluição é liderado pela Índia, com 2,3 milhões por ano, sendo que a China vem logo após, também acima dos 2 milhões.

Os dados são do ano de 2019 e foram retirados da Carga Global de Doenças, Lesões e Fatores de Risco, os mesmos desde 2015. O que preocupa os idealizadores do estudo é justamente a falta de avanço significativo no combate à contaminação do ar, do solo e da água.

(Foto: Unsplash-Divulgação)

Leia Mais

A pesquisa revela, ainda, que os óbitos por poluição aumentaram 66% desde 2000. O crescimento é resultante, principalmente, da queima de combustíveis fósseis, como o petróleo.

No levantamento apresentando, 75% das 9 milhões de mortes estão relacionadas à poluição do ar. Óbitos por produtos químicos tóxicos somaram 1,8 milhão. Enquanto isso, a água poluída está associada a 1,4 milhão de mortos.

Conforme explica o principal autor do estudo, Philip Landrigan, do Boston College (EUA), “prevenir  poluição também pode retardar as mudanças climáticas e nosso relatório pede uma transição massiva e rápida de todos os combustíveis fósseis para energia limpa e renovável”.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES