Leila Pereira do Palmeiras sobre Robinho e Daniel Alves: 'Tapa na cara de todas'

Leila Pereira foi selecionada para chefiar a delegação da seleção brasileira nos jogos contra a Espanha e a Inglaterra

Avalie a matéria:
Leila Pereira do Palmeiras sobre Robinho e Daniel Alves: 'Tapa na cara de todas' | Foto: Rafael Ribeiro / CBF

Leila Pereira, presidente do Palmeiras e chefe de delegação da Seleção Brasileira na Inglaterra para os amistosos contra Inglaterra e Espanha, abordou pela primeira vez os casos envolvendo Daniel Alves e Robinho, ambos condenados por estupro. Em entrevista ao site UOL, a dirigente adotou um tom incisivo ao falar dos ex-atletas, especialmente de Daniel Alves.

COMENTOU SOBRE AS CONDENAÇÕES: Quando questionada sobre se as condenações de Daniel Alves e Robinho eram assunto de discussão dentro da delegação brasileira, Leila Pereira sentiu-se compelida a se posicionar sobre os casos. Ela afirmou que toda a situação envolvendo os ex-jogadores da seleção representa um insulto às mulheres. 

"Ninguém fala nada, mas eu, como mulher aqui na chefia da delegação, tenho que me posicionar sobre os casos do Robinho e Daniel Alves. Isso é um tapa na cara de todas nós mulheres, especialmente o caso do Daniel Alves, que pagou pela liberdade. Acho importante eu me posicionar. Cada caso de impunidade é a semente do crime seguinte", disse Leila Pereira ao UOL.

SOBRE DANIEL ALVES E ROBINHO: Numa decisão divulgada na quarta-feira, a Justiça espanhola concedeu Liberdade Provisória a Daniel Alves, mediante o pagamento de uma fiança de 1 milhão de euros (aproximadamente R$ 5,4 milhões, conforme a cotação atual). Enquanto isso, Robinho, que já tinha sido condenado pela justiça italiana, teve sua sentença de nove anos de prisão em regime fechado homologada para cumprimento no Brasil.  

CHEFE DA DELEGAÇÃO DA SELEÇÃO: Leila Pereira foi selecionada para chefiar a delegação da seleção brasileira nos jogos contra a Espanha e a Inglaterra. Geralmente, a pessoa convidada para ocupar o cargo de chefe de delegação desempenha um papel mais simbólico do que executivo, incluindo atividades como acompanhar os treinos e representar a CBF em eventos sociais, como almoços, jantares e outros encontros com dirigentes de outras federações.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES