Marquinhos rasga elogios ao Fernando Diniz, após primeiros treinos pela seleção   

Zagueiro é um dos mais experientes do grupo que estão nos primeiros jogos das eliminatórias sul-americanas

Avalie a matéria:
Zagueiro Marquinhos, da seleção brasileira, em entrevista coletiva | Foto: André Durão / Mowa Press

O Brasil entra em campo nesta terça-feira (12) contra o Peru, às 23 h (de Brasília), em Lima, pela segunda rodada das eliminatórias sul-americanas. Na entrevista coletiva pré-jogo, o Marquinhos foi o escolhido para falar com a imprensa que faz a cobertura da seleção na capital peruana. O zagueiro fez grandes elogios ao atual comanda da equipe brasileira, sem esquecer o seu antecessor.

Leia Mais

Conforme o próprio zagueiro, Fernando Diniz tem uma base ótima, visto que o trabalho de Tite deixou alguns legados. Com uma formação mais ofensiva de suas características, Diniz mantêm o trabalho defensivo implantado por Tite, durante os seis anos que ficou à frente do comanda da seleção brasileira.

“Penso que o Diniz, desde o primeiro dia, ele vem implementando a sua filosofia de jogo. Ele entende e sabe muito bem que esse time tem uma sementinha do trabalho do Tite, e ele vem regando tudo isso. Pouco a pouco vem implementando a sua filosofia. Foram poucos dias, mas adquirimos bastante do que ele pensa, do que ele quer”, disse Marquinhos.

“Desde o primeiro dia, ele (Fernando Diniz) fala sobre não estar exposto. É uma filosofia muito prazerosa de se jogar, mas, ao mesmo tempo, ocupamos as posições e sabemos nos resguardar e estar bem protegidos. Vamos evoluir muito ainda, sofremos um gol por falha e descuido nosso, muito mais do que por sua filosofia. Analisamos bem as situações do jogo, em muitas estivemos bem protegidos, anulando os contra-ataques. É uma filosofia muito ambiciosa, mas ao mesmo tempo não tem descuido. É mais uma imagem que se passa. A gente se sente muito bem.”, conclui o zagueiro.

Marquinho ainda comentou o fato de Neymar está voltando a jogar pela seleção e o treinador Fernando Diniz, pode ajudar a melhor a desempenho do camisa 10 nesse novo clico. “Ele (Neymar) é um jogador muito transparente. Vemos o quanto está disposto para fazer o seu melhor, ajudar a sua seleção brasileira. A vinda do Diniz ajudou muito, ele se sente mais confortável. Conversaram muito. Ele (Diniz) passa muita confiança, para o time inteiro, falo por mim também. Ele exige muito, tem uma filosofia de jogo, e, ao mesmo tempo, te dá muito respaldo. Os jogadores se sentem bem, confiantes. O Ney não é diferente. Com o time entendendo, o Diniz entendendo da melhor forma, o Ney pode ajudar muito a gente aqui na seleção brasileira.”, conclui Marquinhos.

Em sua estreia pelas eliminatórias, o Brasil venceu de goleada a Bolívia, por 5 a 1, jogo que Neymar ultrapassou o Pelé em gols pela seleção. Até o final do ano, o Brasil volta a atuar mais quatro vezes nas eliminatórias, tendo os principais clássicos do continente, contra Uruguai e Argentina, respectivamente.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES