Veja quantas peças têm o brasileiro que entrou para o Guinness com acervo de camisas de futebol

O crescimento da coleção foi impulsionado pela era do Orkut, onde ele ampliou suas aquisições para incluir camisas de times internacionais.

Avalie a matéria:
Cássio Brandão tem orgulho de sua coleção de camisas de futebol | Instagram/ @cassiobrandao

Aos 41 anos, o publicitário Cássio Brandão é atualmente o mais novo brasileiro a figurar no Guinness Book em abril, reconhecido por ter a maior coleção de camisas de futebol do mundo: 6.101 peças. Em seu “santuário”, o torcedor fanático do Corinthians tem uma coleção e suas raridades, que vão além de simples vestimentas.

começo da Coleção

Tudo começou em 2018, quando Cássio Brandão, já um apaixonado por camisas de futebol há quase duas décadas, lançou seu projeto “Alambrado Futebol e Cultura”. Ele percebeu que o mercado de colecionadores não era organizado, e decidiu criar um ambiente que respeitasse o futebol e certificasse a autenticidade das camisas.

Colecionador exibe com orgulho sua peças raras. (Foto: Rafael Oliva / Lance! )

Brandão conta que sua primeira camisa foi uma do Corinthians, da Kalunga, de 1993. Durante sua adolescência, ele conseguiu contato com um funcionário da Suderj que lhe vendia camisas de jogo. O crescimento da coleção foi impulsionado pela era do Orkut, onde ele ampliou suas aquisições para incluir camisas de times internacionais.

Guinness

Foi por sugestão de um amigo que Brandão decidiu se candidatar ao Guinness. Inicialmente cético sobre o tamanho de sua coleção, ele descobriu que o recordista anterior possuía “apenas” 1.600 camisas. Brandão se cadastrou no site do Guinness e, após um processo de seis meses, que envolveu a apresentação de matérias na imprensa, testemunhos documentados e um inventário completo, além de nove horas seguidas de vídeo mostrando cada camisa, ele foi oficialmente reconhecido.

números da Coleção

Com 6.101 camisas, sendo 1.700 do Corinthians e 1.400 usadas em jogos oficiais, a coleção de Brandão inclui peças de 1.800 times e seleções. Muitas camisas foram usadas por ícones do futebol como Lionel Messi, Ronaldo Fenômeno, Sócrates e Diego Maradona. Brandão afirma que sua coleção é, na verdade, uma coleção de histórias.

Com um acervo valioso, Cássio Brandão entrou para o Guiness Book. (Foto: Rafael Oliva / Lance! )

Ele possui todas as camisas usadas por Cássio, maior ídolo da história do Timão, incluindo a camisa da defesa icônica no chute de Diego Souza nas quartas de final da Libertadores contra o Vasco em 2012, pela qual pagou R$ 27,5 mil.

Como Consegue as Raridades

Brandão explica que sua rede de contatos é crucial para adquirir camisas raras, envolvendo família, roupeiros, massagistas e até os próprios jogadores. Com quase 25 anos de colecionismo, ele formou uma comunidade de colecionadores onde compra, vende e troca camisas.

Peças de Valor Sentimental

Apesar de estar disposto a vender qualquer peça de sua coleção, há uma exceção: a camisa usada por Neto no jogo de ida da semifinal do Brasileirão de 1990 contra o Bahia. Esta camisa tem um valor sentimental inestimável para Brandão, pois foi a do primeiro jogo que ele assistiu como torcedor.

Todas as camisas de sua coleção têm um valor sentimental. (Foto: Reprodução)

Diversidade da Coleção

Embora seja um corintiano fervoroso, Brandão possui camisas de rivais como Palmeiras, São Paulo, Santos e Flamengo, entre outros clubes brasileiros. No entanto, ele enfatiza que só veste camisas do Corinthians.

A coleção de Cássio Brandão é um testemunho de sua paixão pelo futebol e seu empenho em preservar a história do esporte através de suas camisas.

Leia Mais
Veja Também
Tópicos
SEÇÕES