Caso Janaína Bezerra: Estudantes da UFPI fazem protesto pela morte da jovem

O ato acontece em frente ao prédio da Reitoria da UFPI e é mobilizado pelo Centro Acadêmico de Comunicação Social (Cacos). O grupo confeccionou cartazes e acendeu velas.

Avalie a matéria:
p | p

Alunos da Universidade Federal do Piauí (UFPI), servidores da instituição e amigos de Janaina da Silva Bezerra, 22 anos, realizam na tarde desta segunda-feira (30), uma vigília e protesto em razão da morte da jovem. O ato acontece em frente ao prédio da Reitoria da UFPI e é mobilizado pelo Centro Acadêmico de Comunicação Social (Cacos) da instituição. O grupo confeccionou cartazes e acendeu velas em homenagem à estudante.

A coordenadora geral do Cacos, Claro Bispo, se emocionou ao relembrar os sonhos de Janaína, que queria ser escritora. Clara Bispo refletiu sobre violência que acomete mulheres. “É muito difícil estar aqui, ver uma jovem parecida com muitas de nós, que foi brutalmente violentada. É estarrecedor para todas nós”, falou.

Caso Janaína Bezerra: Estudantes da UFPI fazem protesto pela morte da jovem (Foto: Ananda Soares/ Meio Norte)

Velas estão sendo colocadas em frente ao prédio da Reitoria. Muito emocionada, a família de Janaína compareceu ao ato e estudantes e professores se uniram para consolar os entes da jovem. O reitor da UFPI, Gildásio Guedes, não compareceu à vigília e foi alvo de críticas. 

Um grupo de participantes puxou o coro “Fora Gildásio”. Centenas de estudantes caminharam em vigília pelo campus Ministro Petrônio Portela.

A estudante do sexto período do curso de Jornalismo da UFPI foi estuprada e morta no último sábado (28). O feminicídio ocorreu em uma sala do Programa de Pós-Graduação em Matemática, no Centro de Ciências da Natureza (CCN). O suspeito do crime, Thiago Mayson da Silva Barbosa, de 28 anos, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça.  

O enterro da estudante ocorreu neste domingo (29), em um cemitério localizado no bairro Santa Maria da Codipi, na Zona Norte de Teresina. Familiares e amigos ficaram bastante abalados. Na internet, a notícia repercutiu e a hashtag #JustiçaPorJanaína viralizou nas redes. 

Em nota divulgada à imprensa, a Universidade Federal do Piauí (UFPI) decidiu suspender a realização de eventos festivos dentro da instituição. Desta forma, calouradas, como a promovida pelo Diretório Central dos Estudantes (DCE), ficam impossibilitadas de acontecer. 

UFPI suspendeu aulas

Além disso, a Universidade Federal do Piauí anunciou suspensão das atividades acadêmicas e administrativas do Campus de Teresina após o estupro e morte da aluna Janaína da Silva Bezerra.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES