Ciclone extratropical deixa mortos e provoca destruição no Rio Grande do Sul

Enquanto uma frente fria se aproxima de São Paulo, o ciclone extratropical que se formou no Rio Grande do Sul deve se afastar do Brasil na terça-feira (5).

Avalie a matéria:
Chuva forte causa estragos em cidades do RS | Reprodução/ RBS TV

Um ciclone extratropical se originou no Rio Grande do Sul na noite de segunda-feira (4). No entanto, os efeitos adversos dessa mudança no clima começaram a se manifestar durante o dia em mais de 40 cidades, que enfrentaram ventos violentos, enchentes, deslocamento de pessoas e lamentavelmente, ocorreram quatro mortes em três municípios (Mato Castelhano, Passo Fundo e Ibiraiaras), além de outros problemas.

Conforme os dados da Defesa Civil do Rio Grande do Sul, na noite de segunda-feira (4), havia 215 pessoas desalojadas, provenientes de cinco cidades. A localidade mais impactada foi Nova Bassano, com 90 desalojados.

Enquanto uma frente fria se aproxima de São Paulo, o ciclone extratropical que se formou no Rio Grande do Sul deve se afastar do Brasil na terça-feira (5), de acordo com informações do Climatempo. Entretanto, as áreas montanhosas ainda podem registrar rajadas de vento de até 100 km/h, até que os ventos diminuam ao longo da tarde.

Na cidade de Mato Castelhano, um homem morreu após o veículo em que ele estava ser arrastado pela correnteza. Uma outra pessoa, que também estava no carro, conseguiu sair por conta própria.

Em Passo Fundo, um homem morreu após receber uma descarga elétrica durante o temporal. Ele estava em casa e foi resgatado por familiares. A vítima chegou a ser levada para o Hospital Municipal Doutor César Santos, mas não resistiu.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES