Imposto de Renda 2024: confira estas 10 dicas para não cair na malha fina

É crucial destacar que, se um contribuinte for retido na malha fina, ele não receberá a restituição e estará sujeito a multas

Avalie a matéria:
IRPF 2024 | Reprodução

Os contribuintes brasileiros terão o período entre 15 de março e 31 de maio para realizar a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), referente ao ano-base de 2023. A Receita Federal, responsável pela análise minuciosa das declarações, conhecida como malha fina, alerta que anualmente entre 5% e 7% das declarações são selecionadas para esse processo.

É crucial destacar que, se um contribuinte for retido na malha fina, ele não receberá a restituição e estará sujeito a multas que podem alcançar até 20% do valor devido, além de possíveis processos por sonegação.

Leia Mais

Para evitar complicações, Thiago Godoy, educador financeiro da Rico, oferece importantes dicas para a declaração do IRPF. Entre elas:

  1. 1. Organize seus documentos, como comprovantes de renda e recibos, para facilitar a declaração do Imposto de Renda.
  2. 2. Esteja atento aos prazos da Receita Federal para evitar multas por atraso na entrega da declaração.
  3. 3. Avalie a melhor opção entre a declaração simplificada ou completa, considerando as deduções disponíveis.
  4. 4. Conheça as deduções permitidas, como despesas médicas e educação, para reduzir o valor do imposto a pagar.
  5. 5. Saiba como declarar corretamente seus investimentos financeiros, incluindo rendimentos de aplicações e ações.
  6. 6. Utilize o programa específico da Receita Federal para preencher e enviar a declaração, assegurando precisão.
  7. 7. Revise cuidadosamente todos os dados antes de enviar a declaração para evitar erros futuros.
  8. 8. Acompanhe regularmente o status da sua declaração pelo site da Receita Federal ou aplicativo móvel.
  9. 9. Considere a contratação de um contador em casos de dúvidas complexas ou situações financeiras complicadas.
  10. 10. Invista em educação financeira para tomar decisões embasadas sobre seus investimentos e finanças pessoais ao declarar o Imposto de Renda.

Reajuste na tabela

O governo também anunciou um reajuste na tabela para garantir a isenção do tributo em rendimentos de até dois salários mínimos (equivalente a R$ 2.824) por mês. A medida, segundo a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Unafisco), evitará que mais 2 milhões de pessoas paguem IR este ano, com um custo para a União estimado em R$ 344,8 milhões.

É importante ressaltar que, desde 2023, a declaração do IRPF trouxe novidades relacionadas à restituição. Optar por receber via Pix ou utilizar a declaração pré-preenchida acelera o processo, seguindo as prioridades legais. Contudo, a novidade do Pix só é válida para aqueles que informarem a chave do CPF no campo de pagamento da restituição.

Com o início da temporada de declaração, os contribuintes são incentivados a seguir as orientações à risca, garantindo uma entrega precisa e evitando possíveis complicações futuras.

Para mais informações, acesse MeioNorte.com

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES