Piauí Níquel inicia produção contínua; empresa desenvolveu 1º metal

De acordo com a companhia, a operação proporcionará 215 vagas de trabalho, 70% foram preenchidas pelos moradores das comunidades locais.

Avalie a matéria:
Piauí Níquel inicia produção contínua; empresa desenvolveu 1º metal | Brazil Níquel

A companhia Brazilian Nickel PLC, empresa privada do Reino Unido que desenvolve um projeto de lixiviação de níquel laterítico no Brasil, anunciou na segunda-feira, 04 de julho, que, após um período de construção e comissionamento de 18 meses, a produção contínua de níquel começou a partir do Projeto Níquel do Piauí (“PNP”). O projeto tem como sede o município de Capitão Gervásio Oliveira.

O primeiro Produto de Hidróxido de Níquel (“NHP”) foi feito a partir da primeira operação de lixiviação de pilha de laterita de níquel independente do mundo. Com a novidade, a produção deve atingir 1.400 toneladas por ano de níquel em NHP e este é o primeiro passo para taxas de produção ainda mais altas posteriormente.

Já para este ano, há a perspectiva de produção de 300 toneladas de níquel e 3 toneladas de cobalto; a partir de 2023 a projeção é que sejam 1.400 toneladas de níquel e 35 toneladas de cobalto.

Produção de níquel deve ultrapassar 1,4 mil toneladas a partir de 2023 (Foto: Brazil Níquel)De acordo com a companhia, a operação proporcionará 215 vagas de trabalho, 70% foram preenchidas pelos moradores das comunidades locais.

Mike Oxley, CEO da empresa, disse: “Somos um produtor! Apesar de ser apenas uma mineradora júnior com equipe e orçamento reduzidos, colocamos o PNP1000 em operação com sucesso. A produção de níquel e cobalto no PNP1000 é uma grande conquista para a Companhia. Estamos particularmente orgulhosos de trazer um novo fluxo de metais críticos neste ambiente atual, onde há uma necessidade crescente de um fornecimento seguro de níquel e cobalto, que é necessário em tecnologias verdes, como veículos elétricos e painéis solares".

O mandatário da companhia continuou. "Gostaria de compartilhar publicamente meu enorme apreço pelo excelente trabalho realizado pela equipe. Dadas as interrupções globais dos últimos dois anos, o que eles alcançaram é impressionante e estou imensamente orgulhoso deles, principalmente porque muitos da equipe são da área de projeto local. Através de seu trabalho árduo e dedicação, eles mostraram como a simplicidade dos processos de lixiviação em pilha pode levar ao rápido comissionamento, de modo que o desafio de suprir a demanda cada vez maior de níquel para os mercados globais possa ser atendido. Bem feito!"

Projeto muda o panorama econômico local; produção de níquel será contínua (Foto: Brazil Níquel)Anne Oxley, Diretora Técnica, disse que 'este é um grande passo para o Níquel Brasileiro'. "Nos tornamos um produtor de lixiviação de níquel laterítico. Produzir níquel em NHP a partir de nosso processo de baixo carbono ajudará a corrida do planeta para combater as mudanças climáticas. O produto irá alimentar a crescente demanda de veículos elétricos. O conhecimento e as habilidades que foram desenvolvidas ao longo deste processo serão inestimáveis para a entrega final da operação PNP maior. A produção no PNP1000 desenvolverá ainda mais as habilidades de nossa equipe e as capacidades de nossos sistemas e processos. Gostaria de agradecer a todos os envolvidos; nossa força de trabalho, empreiteiros e consultores, que ajudaram a Brazilian Nickel a comissionar o PNP1000 e alcançar este marco de início de produção”.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES