Empresário que negou marmita recebeu R$ 5 mil de auxílio emergencial

O empresário responde a diversos processos no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). Após a repercussão do caso, o empresário pediu desculpas.

Avalie a matéria:
Empresário que negou marmita recebeu R$ 5 mil de auxílio emergencial | Divulgação

O empresário Cassio Joel Cenali, que viralizou ao dizer que iria parar de entregar marmitas a uma eleitora do candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT), em Itapeva (SP), recebeu mais de R$ 5 mil de auxílio emergencial e responde a diversos processos judiciais. 

Segundo o G1, o empresário responde a diversos processos no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), entre eles, processos por distribuição de cheque sem fundo na compra de cabeças de gado e por não pagamento de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). 

Cassio Cenali foi questionado sobre o recebimento do auxílio emergencial e dos processos judiciais, mas não obteve retorno. Conforme o Portal da Transparência, das 15 parcelas recebidas, seis foram no valor de R$ 600, duas de R$ 300 e outras sete no valor de R$ 150, totalizando R$ 5.250,00.

Leia Mais

Empresário de Itapeva viraliza ao dizer em vídeo que vai parar de entregar marmitas a petista (Foto: Reprodução) PEDIDO DE DESCULPAS

Após a repercussão do caso, o empresário pediu desculpas pela gravação e disse estar arrependido.

"Eu sou o Cassio e estou aqui para pedir desculpas pelo vídeo, pela infelicidade de ter feito esse vídeo. Estou muito arrependido. Faz mais de dois anos que eu faço 60 marmitas toda quarta-feira e entrego para morador de rua e para essa senhora, e não é isso que vai fazer eu parar com esse trabalho meu", afirmou em um vídeo nas redes sociais.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES