Policial Militar morre após helicóptero cair na Baía de Guanabara

O acidente foi na altura da Ilha do Fundão, Zona Norte do Rio.

Avalie a matéria:
|

Um helicóptero da Polícia Militar caiu por volta das 9h desta segunda-feira (14) no Canal do Cunha, que deságua na Baía de Guanabara. O acidente foi na altura da Ilha do Fundão, Zona Norte do Rio.

Quatro homens estavam a bordo. Todos foram levados para o Hospital Central da PM - um deles, porém, ficou alguns minutos presos submerso na cabine e foi reanimado a alguns metros do local do acidente, sendo levado de helicóptero. 

A PM informou que o sargento Felipe Marques de Queiroz, 37 anos, morreu por volta das 11h. Outro fraturou a perna, e os demais passam bem. Queiroz estava há 14 anos na PM e tinha três filhos. 

Uma faixa da Linha Vermelha, sentido Centro, foi interditada para o resgate.

A porta-voz da PM, Claudia Morais, confirmou que estavam no helicóptero dois oficiais e dois praças.

O guia de turismo Gustavo Hungria testemunhou a queda. "Estava voando bem baixo, o helicóptero, quando a gente sentiu que estava acontecendo alguma coisa e ele caiu na água logo em seguida. Não deu para escutar nenhum barulho", conta.

A aeronave

A PM confirma que o helicóptero acidentado pertence ao Grupamento Aeromóvel (GAM) da corporação.

Segundo informações iniciais, a aeronave era a Fênix 08. De acordo com o registro na Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), trata-se de um helicóptero modelo esquilo AS 350 BA fabricado em 1998 pela Helibras. O peso máximo de decolagem é de 2,1 toneladas e o veículo voa com um motor turboeixo.

A aeronave pode transportar até cinco passageiros, e o Certificado de Aeronavegabilidade - documento que comprova que uma aeronave está com sua condição de aeronavegabilidade validamente verificada - vai até 15 de janeiro de 2022.

Reprodução/TV Globo 

Reprodução/TV Globo 

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES