Ibama completa 19 anos e Piauí comemora conquistas

O criadouro fica localizado na rodovia TE-225, lugarejo Fazenda Nova

Avalie a matéria:
|

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renov?veis (Ibama) completa, na pr?xima sexta-feira (22), 19 anos de exist?ncia e realiza vasta programa??o no Piau?, incluindo a visita a criadouros e palestras sobre Direito Ambiental.

Para esta quinta-feira (21), a partir das 9 horas, est? programada visita ao Criadouro Comercial Legalizado de Animais Silvestres. No local, s?o encontrados veados, animais silvestres e de ca?a proibida, mas criados em cativeiro e com comercializa??o legalizada. "Os veados s?o animais silvestres muito consumidos pela popula??o do Piau?", disse o superintendente do Ibama no Piau?, Romildo Mafra.

O criadouro fica localizado na rodovia TE-225, lugarejo Fazenda Nova. Na sexta-feira (22), ser? celebrada missa em a??o de gra?as pelo padre Lauro de Deus, no p?tio interno do Ibama. A partir das 10 horas, haver? apresenta??o do Coral S?o Francisco de Assis. ?s 16 horas, haver? a palestra Direito Ambiental - Uma Perspectiva Sist?mica, com Maria Sueli Rodrigues de Souza, no audit?rio do ?rg?o.

Romildo Mafra avalia que durante estes 19 anos, a institui??o se consolidou nas pol?ticas do meio ambiente. Segundo ele, hoje em dia, com o aquecimento global e uma maior conscientiza??o sobre a import?ncia da preserva??o do meio ambiente, principalmente por parte da popula??o, h? uma demanda maior sobre o Ibama.

"No Piau?, nestes cinco anos que estamos ? frente do ?rg?o, fizemos muitas parcerias que contribu?ram para que o ?rg?o se fortalecesse e agisse de maneira mais efetiva. Como resultado podemos citar o combate ao tr?fico de madeira e animais silvestres, o que s? foi poss?vel gra?as ? ajuda da Pol?cia Federal e Pol?cia Ambiental", comenta Romildo Mafra.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES