Inmet emite alerta para temporais e ventos fortes no Rio Grande do Sul

As fortes chuvas do Rio Grande do Sul deixaram 116 mortos até as 12h desta sexta-feira (10). O número pode crescer nos próximos dias, uma vez que há 143 desaparecidos.

Avalie a matéria:
Carro é coberto pela enchente na cidade de Encantado, no Rio Grande do Sul | Foto: Diego Vara/Reuters
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) emitiram alerta para temporais e ventos fortes para o Rio Grande do Sul entre os dias 10 a 13 de maio deste ano. Conforme o órgão, a previsão indica a possibilidade de altos acumulados para os Rios Jacuí, Taquari-Antas, Caí, Sinos e Gravataí, todas com níveis acima da cota de transbordamento.

Leia Mais

O QUE OCORRE: Estima-se que os volumes de chuva possam superar os 150 mm. A condição poderá agravar a situação das enchentes, especialmente nas bacias que alimentam o Lago Guaíba. Adicionalmente, a previsão aponta ainda a possibilidade de formação de um ciclone extratropical próximo à costa do Rio Grande do Sul. Tal situação pode aumentar os ventos de leste, o que dificulta o escoamento das águas da Lagoa dos Patos para o oceano.

TEMPORAL:  A partir desta sexta-feira (10), o sistema frontal irá se tornar semi-estacionário sobre a região central do Rio Grande do Sul. Assim, entre a sexta e a segunda-feira (13), as chuvas serão mais intensas no centro-leste e nordeste do estado, incluindo a região metropolitana da capital, Porto Alegre, onde se encontram algumas bacias de captação do rio Guaíba. Os acumulados de chuva neste período poderão superar os 150 milímetros (mm), condição que pode agravar ainda mais a situação do estado.

TRAGÉDIA: As fortes chuvas do Rio Grande do Sul deixaram 116 mortos até as 12h desta sexta-feira (10). O número pode crescer nos próximos dias, uma vez que há 143 desaparecidos, segundo a Defesa Civil gaúcha, e há um óbito em investigação. Os mortos estão em 44 cidades, conforme a Defesa Civil, e 756 feridos.

FONTE: Inmet



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES