Quase 70% dos sírios já precisavam de ajuda humanitária antes do terremoto

ONU e parceiros humanitários dizem que estão se concentrando nas necessidades imediatas do país, incluindo alimentos, abrigo e remédios

Avalie a matéria:
reprodução | reprodução

A Organização das Nações Unidas (ONU) disse que quase 70% da população da Síria precisava de assistência humanitária antes do terremoto, necessidade que foi agravada pela tragédia.

Em uma declaração conjunta nesta terça-feira (7), o coordenador residente das Nações Unidas e coordenador Humanitário Interino para a Síria, junto do coordenador Humanitário Regional para a Crise na Síria, falaram sobre o impacto do terremoto no país.

Crédito: ILYAS AKENGIN / AFP

“Esta tragédia terá um impacto devastador em muitas famílias vulneráveis que lutam diariamente para sustentar seus entes queridos”, disseram.

A declaração delineou o impacto da guerra que já dura 12 anos na Síria, descrevendo o país como “lutando com o colapso econômico e escassez severa de água, eletricidade e combustível”.

Os dois coordenadores lançaram um apelo a todos os parceiros doadores para “fornecer a assistência necessária para aliviar o sofrimento”.

A ONU e os parceiros humanitários dizem que estão atualmente se concentrando nas necessidades imediatas, incluindo alimentos, abrigo, itens não alimentares e remédios.

Na Síria, o número de mortos é de ao menos 1.832, e os feridos ultrapassam 3.840 como resultado de um terremoto devastador que atingiu o país na segunda-feira (5).

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES