Terremoto de 7,1 graus faz Chile evacuar ao menos 7 mil pessoas

O governo do país decretou a evacuação “por razões preventivas”.

Avalie a matéria:
Após tremor, chilenos deixam shopping e vão para estacionamento em Talca; o terremoto obrigou a evacuação de cidade litorâneas. | Reprodução

Cerca de 7.000 pessoas foram evacuadas na região de Maule, na costa central do Chile, após o terremoto registrado no domingo (25) na zona central chilena.

O governo do país decretou a evacuação "por razões preventivas", já que o tremor não causou danos ou deixou feridos graves. A Marinha do Chile disse que o terremoto não provocou condições para um tsunami

Os habitantes da costa central do Chile, que foram colocados a 30 metros sobre o nível do mar, tiveram de acender fogueiras para passar a noite, à espera de que a situação se normalize e se descarte definitivamente algum perigo no litoral.

A medida foi adotada após o terremoto de 7,1 graus de magnitude que sacudiu a região central e sul do país, segundo o Serviço Sismológico da Universidad de Chile, e que em várias cidades, incluindo Santiago, causou a queda de árvores e alguns fechamentos de lugares.

"Mantemos a evacuação preventiva até novo aviso. Devo esclarecer que até esta hora, as pessoas do litoral nos informa que não voltou a se observar um movimento do mar", assinalou o intendente de Maule, Rodrigo Galilea.

A autoridade regional disse que se avalia a situação "momento a momento" e que quando tiver a segurança que não há movimentos vai pedir às pessoas que desçam.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES