Mais duas pessoas morrem em temporais no Rio Grande do Sul; 39 até agora

Os óbitos ocorreram nas cidades de Imigrante e Cruzeiro do Sul, ambas no Vale do Taquari.

Avalie a matéria:
Regiões alagadas no RS | Maurício tonetto/Secom

Duas novas mortes causadas pelo ciclone extratropical que atingiu o Rio Grande do Sul foram confirmadas pelo governo estadual na quinta-feira (7). Os óbitos ocorreram nas cidades de Imigrante e Cruzeiro do Sul, ambas no Vale do Taquari, região mais afetada pelas enchentes. Com esses registros, o total de vítimas fatais no estado chegou a 39.

O governo informou que houve correções nos números de mortes em algumas localidades após revisão dos dados oficiais. Por exemplo, em Muçum, o número foi corrigido de 15 para 14, em Roca Sales de oito para nove, em Lajeado de dois para três, e em Cruzeiro do Sul de um para dois. A necessidade de priorização das operações de resgate inicialmente afetou a precisão dos levantamentos preliminares.

Além disso, há nove pessoas desaparecidas, todas em Muçum, e mais de 2,7 mil pessoas foram resgatadas nos 79 municípios afetados. O número de desabrigados é de 2.504, e os desalojados somam 3.575. As mortes já superam a maior tragédia natural das últimas quatro décadas no estado, ocorrida em junho, quando 16 pessoas morreram. O governador Eduardo Leite confirmou que essa é a pior tragédia natural já enfrentada pelo estado.

Os corpos das vítimas dos temporais foram levados ao Departamento Médico-Legal (DML) de Porto Alegre para identificação. Não foi divulgado um prazo para a conclusão desse processo.

A previsão do tempo indica que o Rio Grande do Sul continuará a enfrentar chuvas durante o feriadão de 7 de Setembro, devido a uma área de baixa pressão atmosférica e um novo ciclone extratropical na região. A chuva atingirá todo o estado, com maior intensidade no centro-sul.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES