Morre aos 83 anos, Alan Neto, ícone do jornalismo cearense

O jornalista trabalhou em veículos como o Sistema Verdes Mares, TV Jangadeiro, TVC e Grupo O Povo, nos últimos anos.

Morre Jornalista Alan Neto, ícone do jornalismo cearense, aos 83 anos | OPOVO
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

O renomado jornalista cearense, Alan Neto, faleceu na tarde desta quarta-feira (03), aos 83 anos. Com quase 60 anos de carreira, Manoel Simplício de Barros Neto trabalhou em veículos como o Sistema Verdes Mares, TV Jangadeiro, TVC e Grupo O Povo, nos últimos anos, sendo um ícone do jornalismo esportivo cearense.

O que ocorreu? O jornalista e colunista faleceu após um acidente doméstico ocorrido em janeiro, onde fraturou o colo do fêmur, passando posteriormente por cirurgia. Após alta, enfrentou pneumonia e retornou ao hospital. Devido à sua condição delicada, uma campanha de doação de sangue foi organizada por clubes e pela Federação Cearense de Futebol (FCF). Ele deixa para trás sua esposa, uma filha e uma neta. 

Sobre Alan Neto: Nascido em Senador Pompeu, no Ceará, iniciou sua carreira aos 15 anos em uma rádio de Fortaleza. Além de ser uma figura emblemática no jornalismo, deixou sua marca escrevendo para jornais e portais, além de apresentar programas em diversas plataformas. O comunicador era bastante conhecido pelo programa Trem Bala no canal do O POVO no Youtube e na Rádio O POVO CBN.

Além de bordões marcantes como “Olha o dedo do Trem Bala”e “passe adiante”, sua contribuição para o cenário jornalístico será lembrada por muitos.

O Ceará Sporting Club emitiu uma nota lamentando o ocorrido. O Clube decretou ainda luto oficial de 01 dia. Confira: 

É com o mais profundo pesar que o Ceará Sporting Club se manifesta a respeito do falecimento de Manoel Simplício de Barros Neto que, após adotar o pseudônimo de Alan Neto, construiu uma das mais belas histórias do jornalismo esportivo cearense.

Em quase 60 anos de carreira, Alan passou por alguns dos principais veículos de comunicação de nosso estado. Depois de iniciar a trajetória profissional ainda em sua cidade natal, Senador Pompeu, Alan migrou para a capital, onde trabalhou em veículos como o Sistema Verdes Mares, TV Jangadeiro, TVC e Grupo O Povo, sua casa nos últimos anos.

Com uma comunicação disruptiva e vanguardista, pode se dizer que Alan Neto revolucionou a forma de fazer jornalismo esportivo em nosso estado. Polivalente, o jornalista soube como poucos passear pelas inúmeras formas de trabalhar na profissão, tendo sucesso no rádio, na TV e como colunista em jornais impressos

Alan Neto nos deixou nesta quarta-feira (03), aos 83 anos. Em nome do presidente da Diretoria Executiva, João Paulo Silva, e do presidente do Conselho Deliberativo, José Barreto Filho, o Ceará se solidariza a familiares e amigos nesse momento de penosa dor. O Clube decreta ainda luto oficial de 01 dia.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES