RS registra -9ºC e cinco capitais têm menores máximas em onda de frio extremo

Previsão é de que frio continue, com menos intensidade do que na terça, no RS. As baixas temperaturas são causadas por uma massa de ar frio

Avalie a matéria:
RS registra -9ºC e cinco capitais têm menores máximas em onda de frio extremo | Foto: FABIAN RIBEIRO LEAL/METSUL

O frio extremo que atinge o Rio Grande do Sul e traz instabilidade para o resto do Brasil deixou termômetros abaixo de zero nessa terça-feira (9). Pinheiro Machado, na Serra gaúcha, teve a menor temperatura do país: -9,1ºC. Os dados são do Instituto Nacional de Meteorologia e do MetSul.

Ao menos outras 26 cidades do RS tiveram temperatura negativa. Entre elas, estão Bagé (-6ºC), Pedras Altas (-5,5ºC), Santana do Livramento (-5ºC), Alegrete (-2.2ºC) e Pelotas (-1,1ºC). Em Porto Alegre, os termômetros não passaram dos 10,5ºC, a menor temperatura máxima do ano.

MENOR TEMPERATURA MÁXIMA

São Paulo não bateu o recorde de frio do ano, mas teve temperatura máxima de 15,1ºC, a menor desde 30 de junho, quando os termômetros não passaram dos 17,1?°C. Em dois dias, a capital ultrapassou a marca de chuva esperada para o mês de julho, de 48 milímetros.

Temperaturas máximas também "bateram recorde" negativo no sul e no centro-oeste. Campo Grande teve máxima de 15,7ºC, se igualando à menor temperatura máxima do ano, de 27 de maio. Florianópolis teve 13,8ºC, batendo recorde anterior de 14,2ºC, e Curitiba teve máxima de 10,2ºC, batendo recorde de máxima de 11,8ºC registrado na segunda (8), informou o Climatempo.

FRIO DEVE CONTINUAR

Previsão é de que frio continue, com menos intensidade do que na terça, no RS. As baixas temperaturas são causadas por uma massa de ar frio de origem polar. Essa massa vai se somar a um sistema de baixa pressão que traz nuvens e chuva para parte do RS. Com o céu nublado, as mínimas devem subir no estado, chegando a, no máximo, -3ºC, segundo MetSul.

(Com informações da FolhaPress)

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES