Saiba quem são as vítimas de ataques a bancos em Araçatuba

Criminosos fortemente armados invadiram a cidade e fizeram moradores reféns. Dois moradores e um bandido morreram baleados.

Avalie a matéria:
Márcio Victor e Renato Bortolucci morreram em ataque de quadrilha a agências bancárias de Araçatuba (SP) | Foto: Reprodução

Dois moradores de Araçatuba (SP) estão entre as vítimas do ataque a três agências bancárias que deixou três mortos e quatro feridos - um deles com gravidade - na madrugada desta segunda-feira (30).

Márcio Victor e Renato Bortolucci morreram em ataque de quadrilha a agências bancárias de Araçatuba (SP) — Foto: Arquivo pessoal

Criminosos fortemente armados invadiram a cidade, bloquearam ruas e fizeram moradores reféns. Dois deles morreram baleados. A outra vítima é um dos integrantes da quadrilha, que morreu em uma troca de tiros, segundo a polícia.

Um dos moradores que morreu na ação criminosa é o personal trainer Márcio Victor. Márcio é filho de um investigador da Polícia Civil. A polícia não informou como ele morreu baleado.

A outra vítima é o comerciante Renato Bortolucci, dono de um posto de combustíveis da cidade. A polícia acredita que ele filmava a ação dos criminosos quando foi morto. Renato deixa esposa e duas filhas.

Traficantes internacionais e nacionais de armas e explosivos são responsáveis por fornecer fuzis, cartuchos e dinamites a quadrilhas de criminosos chamadas de "novo cangaço",

A identidade do suspeito que morreu na troca de tiros com a polícia não foi informada.

Além dos mortos, cinco pessoas ficaram feridas, segundo boletim divulgado pela Santa Casa da cidade.

Segundo o hospital, quatro pessoas foram socorridas com ferimentos e levadas ao hospital. Uma delas foi um rapaz de 25 anos que teve os dois pés amputados após acionar um explosivo.

Confira a situação dos feridos:

  • Homem de 28 anos: baleado no abdome. Quadro clínico dele é considerado estável;
  • Homem de 31 anos: baleado nos braços e no rosto. Quadro clínico dele é considerado grave;
  • Homem de 38 anos: baleado nas pernas, braços e de raspão na cabeça. Quando clínico dele é considerado grave;
  • Homem de 26 anos: ferido por explosivo. Teve os dois pés e os dedos das mãos amputados. Quadro clínico dele é considerado grave;
  • Homem de 45 anos: baleado na região dos glúteos. Foi medicado e recebeu alta

A quadrilha chegou por volta de meia-noite de segunda-feira no centro de Araçatuba. Três agências bancárias foram atacadas. Segundo a polícia, cerca de 20 homens em dez carros fizeram o ataque.

Os criminosos renderam moradores e os usaram como "escudo humano" sobre os carros. Veículos foram queimados em vários pontos da cidade e da região para impedir a chegada da polícia. Ainda não foram divulgadas informações de quanto foi roubado.

A quadrilha usou drones para monitorar toda a ação, tanto na chegada na região central até a fuga pela zona rural da cidade.

Segundo a Polícia Militar, os explosivos foram espalhados pela cidade. Eles possuem sensor e são ativados com a aproximação de pessoas.

Em um vídeo feito por uma câmera de segurança é possível ver um dos criminosos espalhando explosivo. No vídeo, é possível ver que o artefato emite luzes de raio laser verde.

Até as 10h30, três suspeitos tinham sido presos. Três pessoas morreram, dois moradores e um criminoso, que foi baleado em um confronto com a PM no bairro Taveira, na zona rural, durante a fuga.




Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES