Wellington Dias anuncia filme sobre a independência do Piauí

Ele fez o anuncio no dia do piaui.

Avalie a matéria:
|

No dia em que se comemora os 193 anos de Adesão do Piauí à Independência do Brasil, o governador Wellington Dias iniciou as comemorações pela data na manhã desta segunda-feira (19) com uma solenidade cívico-militar em Parnaíba, seguida de uma missa em ação de graças na Catedral de Nossa Senhora da Graça.

Na oportunidade, o chefe do executivo do Estado autorizou a Secretaria da Cultura (Secult) a contratar uma equipe dar continuidade ao projeto de produção do filme que conta a história da independência do Piauí, a fim de fazer com que o povo piauiense conheça o processo histórico de construção do estado. "Devemos ter o compromisso de resgatar a história do estado através do cinema. É um legado que será deixado para as próximas gerações", pontuou o gestor.

Em seu discurso, Wellington pediu bênçãos às autoridades de Estado e ao Piauí e ao Brasil, para que possam retomar o caminho do desenvolvimento e declarou que o povo do Piauí deve ter orgulho da sua terra, pois o estado vem avançando em diversas áreas como a saúde, educação, segurança, o turismo, o abastecimento e muitas outras. "O Piauí é um estado em desenvolvimento e a fibra do povo piauiense, que é trabalhador, criativo e empreendedor ajuda muito a fazer o estado crescer, ser independente. No Dia do Piauí, temos muito o que comemorar", afirmou Dias.

A solenidade cívico-militar em homenagem aos heróis da independência contou com hasteamento das bandeiras e o desfile da Polícia Militar, Guarda de Honra, Tiro de Guerra, Cavalaria e escoteiros. Na ocasião, o governador depositou flores no monumento em homenagem aos heróis de 19 de Outubro de 1822, na Praça da Graça.

O dia 19 de Outubro foi instituído como Dia do Piauí por meio de um projeto de lei de autoria do deputado estadual José Auto de Abreu e aprovado pela Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi). A data representa o dia em que a Câmara da Vila de São João da Parnaíba proclamou sua emancipação em relação a Portugal, aderindo à Independência do Brasil. O grito libertário dos parnaibanos foi liderado por João Cândido de Deus e Silva, então presidente da Câmara, pelos capitães Domingos Dias da Silva e Bernardo de Freitas Caldas e o tenente Joaquim Timóteo de Brito e pelo fazendeiro Simplício Dias da Silva.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES