Acusado de assaltos a bancos é preso em hospital após cirurgia plástica em Teresina

Contra o investigado havia dois mandados de prisão em aberto. Ele já participou de diversos roubos a instituições financeiras

Avalie a matéria:
Suspeito de assaltos a bancos é preso em hospital após cirurgia plástica em Teresina | Divulgação/Polícia Civil

A Secretaria de Segurança Pública do Estado do Piauí, por meio da Polícia Civil, cumpriu nesse final de semana dois mandados de prisão contra um acusado de assalto a banco, envolvido com organização criminosa. A ação foi capitaneada pelo DRACO - Departamento de Repressão às Ações Criminosas Organizadas, e DIPC - Diretoria de Inteligência da Polícia Civil. 

Em razão do monitoramento constante realizado pela Segurança Pública, os agentes foram capazes de localizar E.F.T. em um hospital da capital. O acusado havia realizado um procedimento estético na face e foi abordado pelas equipes após o trabalho médico. Contra o investigado havia dois mandados de prisão em aberto. Ele já participou de diversos roubos a instituições financeiras e, por último, participou de um roubo a joalheira no centro da capital. 

Em entrevista ao programa Bom Dia Meio Norte, o coordenador do Departamento de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO), delegado Charles Pessoa, disse que, o acusado já vinha sendo monitorado pelo departamento e ressaltou que essa ação serve de exemplo para criminosos que fazem parte de facções no Piauí, que eles não terão espaço.

"Essas pessoas que integram facções criminosas são monitoradas diariamente pelo Draco e nesse final de semana conseguimos efetuar uma prisão importante. O hospital e o médico não tiveram nenhuma participação no que diz respeito às ações criminosas desse indivíduo, pelo contrário, a unidade de saúde contribuiu muito com o departamento. Esse rapaz tem um histórico bem robusto, participou de diversos assaltos a instituições financeiras, roubo a joalheria e mais uma vez fica o exemplo, que criminosos que fazem parte de facções no estado do Piauí, não terão espaço", disse o delegado.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES