Empresário é preso pela 2ª vez por venda de celulares roubados em Teresina

O outro preso na 13ª fase da Operação Interditados apresentou à polícia uma nota fiscal falsa e uma caixa de iPhone adulterada

Avalie a matéria:
Empresário Leonam Kleyton foi preso na 'Operação Interditados' | Ascom/SSP- Redes Sociais

Dois homens identificados com Iure Gilson Martins Portela e Leonam Kleyton Nascimento Vitorio foram presos na 13ª fase da Operação Interditados, deflagrada na manhã desta quinta-feira (29), em Teresina.

A ação foi realizada pela Superintendência de Operações Integradas da Secretaria de Segurança Pública (SOI), por meio da Gerência de Operações Criminais (GOIC) e da Força Estadual Integrada de Segurança Pública do Piauí (FEISP)

Duas lojas, sendo uma física localizada na zona Sul de Teresina, tiveram suas atividades econômicas suspensas devido à prática de descaminho

Segundo nota enviada pela Secretaria de Segurança Pública, Iure é investigado por ter adquirido aparelho celular com restrição de roubo. Ao ser intimado para prestar depoimento, ele apresentou uma nota fiscal falsa e uma caixa de iPhone adulterada. O suspeito já responde pelo crime de tráfico de drogas.

Já Leonam  também é acusado de comercializar aparelhos celulares de forma ilícita através do perfil @leuzimdoIphone. Ele é reincidente na ‘Interditados’.

“A polícia monitora todos os envolvidos e, nos casos de hoje, os dois já tinham passagens pela polícia e por isso pedimos a prisão preventiva. O primeiro tentou induzir a autoridade policial ao erro, apresentando durante o depoimento uma nota fiscal falsa. O segundo já havia sido detido em outras ações pelo crime de receptação, mesmo assim continuou realizando a mesma atividade ilícita nas suas redes sociais”, afirmou o coordenador da SOI, delegado Matheus Zanatta.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES