Exclusivo Família cobra respostas sobre acidente que matou motorista de app em Teresina

A família de Ederlan Alencar cobra respostas das autoridades, pois o inquérito ainda não foi concluído. No dia 7 de fevereiro, uma caminhonete desgovernada atropelou e matou o motorista de aplicativo na Avenida Miguel Rosa, em Teresina.

Avalie a matéria:
Foto mostra Elias Alencar, pai do motorista de aplicativo morto, a vítima Ederlan Alencar e o momento do acidente em Teresina | Reprodução/ TV Meio

Elias Alencar é pai do motorista de aplicativo Ederlan Alencar de Sousa, de 27 anos, que morreu após ter sido atropelado por uma caminhonete desgovernada que invadiu a Avenida Miguel Rosa, em Teresina, no dia 7 de fevereiro de 2024. Mais de três meses após a fatalidade, familiares denunciam que o caso nunca foi esclarecido e cobram por respostas.

O laudo da perícia indicou que a caminhonete modelo Dodge RAM estava sem freio. Contudo, nunca foi concluído o inquérito policial presidido pelo delegado Carlos César, da Delegacia de Trânsito da Polícia Civil do Piauí. Inconformado com a ausência de esclarecimentos sobre o acidente que matou o filho, Elias Alencar suplicou para que a Justiça seja feita.

"Eu quero Justiça. É muito ruim você perder um filho tão jovem. Eu quero uma resposta da polícia, pelo amor de Deus. Meu filho era da Igreja, não bebia, não fumava, ele estava trabalhando como motorista de aplicativo no dia do acidente, estava com uma passageira e já ia encerrar a corrida para almoçar em casa. Eu quero Justiça, isso não pode ficar impune", desabafou Elias Alencar.

Ederlan Alencar de Sousa tinha apenas 27 anos quando morreu atropelado | Foto: Reprodução

RELEMBRE O ACIDENTE

Por volta de 13h da tarde do dia 7 de fevereiro de 2024, uma caminhonete Dodge RAM atingiu Ederlan Alencar e a passageira, um carro modelo Onix e mais uma motocicleta. Um funcionário da Ravelly Auto Peças foi deslocar a caminhonete e perdeu o controle do veículo.

Após o atropelamento, Ederlan ficou preso embaixo da caminhonete e foi socorrido ao HUT, mas morreu no hospital | Foto: Reprodução

Leia Mais

Uma câmera de segurança registrou o momento em que o carro saiu em disparada em marcha ré, atravessou as pistas e o canteiro central da Avenida Miguel Rosa, na zona Sul de Teresina. Testemunhas relataram que o veículo só parou após atingir um carro, modelo Ônix e colidir contra uma estrutura metálica. 

Após o acidente, o funcionário que provocou o acidente fugiu do local. Duas pessoas ficaram gravemente feridas e Ederlan Alencar morreu no Hospital de Urgência de Teresina (HUT).



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES