G3 Telecom: Mais que internet, compromisso com o desenvolvimento social da comunidade

A empresa investe em iniciativas gratuitas para promover a inclusão e o bem-estar da população.

Avalie a matéria:
Garoto segurando uma bola. | Jéssica Dayane/ Portal MeioNews
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

Em um mundo cada vez mais conectado, a inclusão se torna um fator crucial para o desenvolvimento social. É nesse cenário que as campanhas e projetos voltados para a população, desenvolvido por empresas públicas e privadas, assumem um papel fundamental na promoção do acesso democrático a diversos serviços. Desta forma, promovendo o bem-estar da comunidade e causando um impacto positivo e transformador.

Ações que fazem a diferença: A G3 Telecom, empresa de telecomunicações, reconhecendo a importância dessa missão, investe em diversas iniciativas gratuitas que visam atender a população. “A ideia hoje da G3 não é só, a gente é remunerado pela internet que é o que mantém a empresa, mas a gente tenta retribuir com serviços sociais em forma de gratidão a população", disse Renildo Carvalho, diretor presidente da G3 Telecom. 

Projetos para a comunidade: Desde iniciativas que visam à educação e à cultura, até ações que promovem a saúde, o meio ambiente e o desenvolvimento social, os projetos elaborados pela empresa assumem diferentes formas e abrangem uma ampla gama de necessidades. Dentre eles, há o bolsa atleta, com o objetivo de incentivar os atletas, o Conexão G3, que ocorre em diferentes zonas da Capital, Carretas levando serviços sociais para todo o estado e cursos de qualificação profissional. Todos gratuitos. 

"A gente emprega as pessoas através desses cursos que a gente leva esses cursos para a comunidade. A gente tá engajado, por exemplo, na situação atual do Rio Grande do Sul. Nós disponibilizamos todas as nossas lojas para serem postos de coletas, estamos fazendo doações formais. Então assim, a G3 É uma empresa extremamente preocupada com a questão social. E a gente é realmente engajado em todas as pautas que a gente vê que são atuais e que merecem a nossa atenção e carecem do apoio de uma empresa como a G3”, ressaltou Raila Ferraz, gerente de marketing da G3.

Crianças podem fazer pinturas no rosto./Foto: Jéssica Dayane

Cursos profissionalizantes: “A primeira ideia é qualificar a população”, reforçou Renildo Carvalho. De acordo com ele, empresa promove cursos profissionalizantes gratuitos para quem não possui conduções de pagar. 

“A gente vê que as pessoas têm dificuldade de se inserir no mercado de trabalho, então com o curso, a gente prepara elas. Esses cursos de Telecom eles são caros, são em torno de R$ 1500. Então já é um pouco pesado para pessoa pagar e a gente consegue preparar elas no mercado de trabalho.  Em contrapartida, quando a gente precisa de colaborador a gente já sabe quem tem um curso, então às vezes a gente consegue puxar vários deles pra trabalhar com a gente”, afirmou o diretor.

Crianças se divertem durante Conexão G3./Foto: Jéssica Dayane

Conseguir o primeiro emprego não é uma tarefa fácil, por isso, a G3 Telecom incentiva alunos de escolas públicas por meio de estágios. “A gente contrata aprendizes e isso faz com que a gente consiga inserir eles”, completou Renildo Carvalho.

“A G3 ela já é muito forte nesse quesito de apoio, realmente, ao desenvolvimento local, seja educacional, seja cultural, porque a gente acredita que é papel fundamental do empreendedor. Esse papel social faz parte da nossa missão e dos valores da nossa empresa”, afirmou Raila Ferraz.

Serviço de saúde é ofertado a população./Foto: Jéssica Dayane

Conexão G3: Após a iniciática da Carreta Conexão G3, que leva serviços e atividades para toda a população de todas as cidades do Piauí, a empresa se viu diante da necessidade de levar projetos sociais para todas as zonas de Teresina. O objetivo é garantir o acesso facilitado para todos aos seguintes serviços:

  • Cadastramento no CIEE para busca de emprego e qualificação profissional;
  • Defensoria pública itinerante com serviços como união estável, regulamentação de guarda e alimentos, divórcio. 
  • Emissão de RG;
  • Cuidados básicos de saúde; 
  • Serviço odontológico;
  • Recebimento de currículos; 
  • Atividades de lazer; 
  • Corte de cabelo feminino e masculino;
  • Design de sobrancelhas; 
  • Esmaltação;
  • Limpeza de pele. 

Van da G3 Telecom./Foto: Jéssica Dayane

Com isto, surgiu o projeto Conexão G3, que ocorre mensalmente em diferentes zonas de Teresina. 

“Muitas pessoas não podem sair daqui e resolver uma coisa lá no centro, e aí hoje tirou documento. Muitas pessoas se ajeitaram, quem queria se ajeitar, se ajeitou. É importante que sempre tivesse no nosso bairro esse tipo de coisa”, disse Jane Cleide, moradora do bairro Santa Maria da Codipi, que participou do Conexão G3, deste sábado (11), na zona Norte da capital.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES