ONG 3 abraços: Projeto muda vidas alimentando pessoas em vulnerabilidade social

Iniciativa já alimentou mais de 300 pessoas, incluindo crianças carentes e moradores de rua

Avalie a matéria:
Projeto abraça causas solidárias em prol de crianças carentes | Reprodução/Instagram
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

Sua solidariedade é um prato cheio! Criada a partir da ideia de três jovens já engajados em ações sociais, a ONG 3 Abraços surgiu do desejo cada vez mais forte de ajudar o próximo. Da junção desses corações solidários, Islla Almeida, Stefhanny Cariane e Jefferson Soares deram a organização o nome acolhedor de ‘’3 abraços’’.

O foco da organização são pessoas em situação de vulnerabilidade social, como moradores de rua. O centro de Teresina, onde realizaram sua primeira ação entregando quentinhas, se destaca hoje como a área onde a organização mais atua, realizando entregas de sopão. Além dessas contribuições, a ONG também atua distribuindo cestas básicas para famílias carentes. O grupo é formado atualmente por 20 voluntários e em apenas 8 meses de atuação, mais de 300 pessoas da capital já foram alimentadas. 

Em entrevista ao Meio News, Islla Almeida, uma das idealizadoras da ONG 3 Abraços, explicou que uma das ações, feitas em um bairro periférico da cidade, já acolheu mais de 100 crianças carentes. “Fizemos uma ação no bairro Santa Maria da Codipi, foi a maior já feita. Foram doados brinquedos e alimentos também”. Além disso, a empreendedora conta também o que chamou atenção do grupo para a mobilização a favor de vulneráveis. “Essas pessoas que moram na rua são mais carentes e esquecidas pela sociedade e o nosso objetivo maior é dar atenção para elas”, explica.

INSTAGRAM COMO FERRAMENTA DE DIVULGAÇÃO

As arrecadações são feitas de porta em porta, mas as redes sociais não ficam para trás quando de trata de divulgação. A ONG usa a conta do Instagram, @ongtresabraços para registrar as ações e tocar o coração das pessoas, na intenção de atrair voluntários, além de sensibilizarem outros a tomarem a mesma atitude solidária.

“Muita gente tem vontade de ajudar quando ver em rede social, mais na hora que a gente vai pedir, se nega a doar”. Vanessa Cristina é uma das voluntárias da organização. Há 2 meses, quando viu uma amiga divulgar um vídeo em busca por doações, a dona de casa se comoveu e logo se prontificou para se reunir ao grupo solidário. “Esse vídeo de alguma forma chegou até mim, me comoveu e eu fui pra ação no Centro, pro sopão solidário. Gostei bastante, sabe? Gostei bastante da ação e continuei”, afirma.

AÇÃO EM PROL DO RIO GRANDE DO SUL

O cenário de desastre que muitas famílias do sul estão passando chegou até a ONG 3 Abraços, que rapidamente se prontificou para a arrecadação de mantimentos para enviar ao estado em sofrimento. Água, roupas adultas e infantis, fraldas e até rações estão na lista de itens que a ação já recebeu. Vanessa, a voluntária que se faz cada vez mais presente em prol da causa, diz que logo foi atrás de um local seguro para ser ponto das doações:

“O Jefferson, que é um dos idealizadores do projeto, falou: vamos ajudar de alguma forma esse pessoal do Rio Grande do Sul, aí eu falei com a síndica do meu prédio, ela disponibilizou esse espaço e falou com os moradores para virem fazer doação também”, explica.

COMO DOAR 

A arrecadação se encontra centralizada no salão de jogos do Parque Terrazzo Poti, na Zona Sudeste. O grupo estará recebendo doações até o dia 20 deste mês, maio, e os mantimentos serão entregues no Teresina Shopping. Para quem estiver disposto a contribuir, as doações podem ser feitas através do PIX oficial das vaquinhas do Rio Grande do Sul ou no da própria organização: ongtresabraços@gmail.comO grupo também faz a compra dos alimentos e os kits para a entrega. Além do condomínio, eles possuem pontos de arrecadação na zona Sul, Sudeste e no Centro. 

3 ABRAÇOS E MAIS DE 300 ABRAÇADOS

A ong sem fins lucrativos reacende a alma solidária que o mundo e as pessoas mais carentes precisam. São ações como essas que dão a quem nada tem, um pouquinho de esperança e um abraço acolhedor. Islla conta que um dos maiores objetivos é a criação de uma sede do projeto que acolha novas pessoas e que cursos e mobilizações sejam iniciados, porque sabe que os que precisam e estão a mercê, não podem esperar. “É uma realidade muito diferente, nós já não temos muitas coisas, mas a gente se encontra em uma realidade que ao lado das pessoas que ajudamos, somos muito ricos, entende?”, afirma. 

A ONG realiza ações em diferentes pontos da cidade, entregando além de alimentos, amor e acolhimento. Foto: Reprodução/ InstagramAos poucos você vai construindo um mundo. É muito gratificante. Eu fico até emocionada, porque a cada ação é uma realização e por mais que tenha muitos desafios, e não seja fácil, a gente sempre volta com um coração leve para casa”, diz Islla Almeida.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES