Operação Independência da PRF registra 21 acidentes com 18 feridos e uma morte

Neste ano, a operação teve como principal foco coibir as principais infrações de trânsito cometidas pelos usuários

Avalie a matéria:
Operação Independência da PRF registra 21 acidentes com 18 feridos e 1 morte | Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), na manhã desta segunda-feira (11), divulgou, em âmbito estadual, o resultado da Operação Independência 2023, abrangendo os principais indicativos referentes aos esforços de fiscalização, números de acidentes, infrações e combate às mais diversas criminalidades. 

A operação, realizada entre os dias 07 e 10 de setembro, contou com um apoio expressivo das equipes, fomentadas pelo acréscimo no policiamento ostensivo e preventivo. Como efeito dos esforços, foram fiscalizados 1.376 veículos e 1.496 pessoas. 

Neste ano, o aumento das fiscalizações de radar foi uma importante ferramenta para o desempenho positivo da Operação. Ao longo dos quatro dias, foram empregados 75 horas de fiscalização com radares em diversos pontos do Estado, o que resultou em 104 autuações por ultrapassagem, um crescimento significativo em relação às operações anteriores. 

A PRF também buscou combater, incessantemente, as principais causas de acidentes nas rodovias federais. Dentre estas, destaca-se o combate à embriaguez ao volante, uma das más condutas responsáveis pelos índices de acidentalidade nas estradas do Piauí. No período, foram efetuados 976 testes de alcoolemia, sendo registradas 35 autuações e 8 prisões por direção sob influência de álcool.

No total, foram registradas 1.150 autuações pelas mais diversas infrações. Dentre as principais, podem ser destacadas: conduzir o veículo registrado que não esteja devidamente licenciado; ultrapassar pela contramão em linha de divisão de fluxos opostos; conduzir motocicleta, motoneta ou ciclomotor sem capacete de segurança e dirigir veículo sem possuir CNH/PPD/ACC. Durante o período, 18 pessoas foram presas.

ÍNDICES DE ACIDENTABILIDADE

Neste ano, a PRF contabilizou 21 acidentes, 8 acidentes graves, 18 feridos e 1 morte. As causas principais dos acidentes apontam para a ausência de reação do condutor, reação tardia ou ineficiente do condutor, acessar a via sem observar a presença dos outros veículos, ingestão de álcool e transitar na contramão e ultrapassagem Indevida. Os dados demonstram que o comportamento inadequado de muitos condutores é um fato decisivo na segurança dos usuários das rodovias.

(Com informações da PRF)

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES