Tartaruga 'gigante' é avistada em praia do Piauí; veja o vídeo!

O caso foi observado por biólogos e registrado em vídeo pelo Instituto Tartarugas do Delta (ITD) durante a madrugada de terça-feira (14).

Avalie a matéria:
ITD flagra tartaruga 'gigante' em praia do litoral piauiense | Reprodução
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

Uma gigante e rara tartaruga-de-couro de 1,55m foi avistada dando uma volta pelas areias da praia da Pedra do Sal, localizada na cidade de Parnaíba, no Piauí. O caso foi observado por biólogos e registrado em vídeo pelo Instituto Tartarugas do Delta (ITD) durante a madrugada de terça-feira (14).

PERÍODO DE REPRODUÇÃO

Segundo o órgão de conservação ambiental, essa espécie utiliza o litoral piauiense para realizar comportamentos reprodutivos durante a temporada de desova e nascimento das tartaruguinhas, que ocorre de maio a julho.

Em uma situação crítica de extinção, a tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea) é a maior entre todas as tartarugas marinhas, com um tamanho médio em torno de 2m de comprimento e 700 kg de peso. Única espécie do gênero Dermochelys, sua carapaça apresenta aparência e textura semelhantes ao couro, bem diferente da casca óssea das outras tartarugas.

Esses gigantes e belos animais são encontrados em todo o planeta, com sete subpopulações dispersas pelos oceanos Índico, Pacífico e Atlântico. Apesar de sua ampla distribuição, o número de tartarugas de couro foi drasticamente reduzido no século passado devido à intensa coleta de ovos para o comércio e subsistência (principalmente no Sudeste Asiático) e à captura incidental na pesca.

PIAUÍ NA ROTA DAS TARTARUGAS 

As praias do litoral do Piauí são frequentadas por todas as cinco espécies de tartarugas encontradas no Brasil. Três delas escolhem as areias do estado como local de nidificação, onde depositam centenas de ovos anualmente. Essas espécies incluem: Tartaruga de pente, Tartaruga oliva, Tartaruga de couro (ou gigante), Tartaruga verde e Tartaruga cabeçuda.

TRABALHO DE CONSERVAÇÃO

São animais que migram de longas distâncias para desovar em municípios costeiros do Piauí. Eles viajam de locais frios e distantes em busca de praias tropicais e formam ninhos na areia. Alguns ninhos acabam ficando próximos a bares montados na areia e bastante movimentados. 

Por isso, é feito um isolamento para proteger os ovos até o nascimento dos filhotes. O Instituto Tartarugas do Delta divulgou orientações para turistas e moradores caso encontrem esses animais que se movem pela areia em busca de um local adequado para construir o ninho:

Antes de tentar ajudar, observe se o animal está se movendo, mexendo a cabeça ou se deslocando;

Não se aproxime; deixe o animal percorrer a praia;

Evite fazer barulho próximo ao animal;

Evite tirar fotos com flash;

Faça contato com o @institutotartarugasdodelta pelo telefone (86) 99968 0197 para que o órgão possa registrar a ocorrência, confirmar o ninho e protegê-los até o momento do nascimento.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES