Avô tenta esganar a neta com deficiência ao ser cobrado sobre dinheiro de benefício

Apesar da prisão em flagrante, ele foi solto após pagar uma fiança de R$ 2,4 mil. Agora, a vítima ficará sob a responsabilidade de uma tia.

Avalie a matéria:
Apesar da prisão em flagrante, ele foi solto após pagar uma fiança de R$ 2,4 mil. Agora, a vítima ficará sob a responsabilidade de uma tia. | FOTO: Reprodução

Um homem tentou estrangular sua neta de 17 anos após ser questionado por ela sobre o dinheiro do benefício. A adolescente, que possui deficiência, foi à delegacia de Feijó, no interior do Acre, na segunda-feira (8) para denunciar o ocorrido. O avô, de 60 anos, foi preso poucas horas depois.

COMO OCORREU?

Conforme o boletim de ocorrência, após ser questionado o destino do dinheiro, o agricultor, sob efeito de álcool e irritado, pegou um pedaço de madeira e foi para cima da adolescente. O delegado Marcílio Laurentino explicou que a vítima foi criada pelo homem após a morte da mãe dela. 

"A madrasta dela viu e tentou ajudar. Ele soltou a tábua e agarrou no pescoço dela. Conseguiram tirar e ela correu para a delegacia. Chegou lá com o pescoço todo arranhado. Ele estava com dois dias bebendo e ela foi reclamar do dinheiro que não é repassado", explicou o delegado à TV Globo. 

O homem que estrangulou a neta foi solto após fiança | FOTO: Divulgação

INVESTIGAÇÃO

Na delegacia, o agricultor alegou que usou o dinheiro da neta para pagar uma conta de R$ 500 em uma loja de roupas, comprou R$ 400 de carne e o restante comprou outros alimentos para a família. Apesar da prisão em flagrante, ele foi solto após pagar uma fiança de R$ 2,4 mil.  Agora, a vítima ficará sob a responsabilidade de uma tia.

"O dinheiro não é para ela, pelo visto é para a casa. Por isso ela reclamou, por não ver a cor do dinheiro. Não apresentaram documentação da deficiência mental dela, é um pessoal simples. Disseram que quem recebia o dinheiro era a mãe dela, mas a mulher morreu e ficou o avô responsável para receber", contou.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES