Cachorro da polícia foi responsável por prisão de brasileiro foragido nos EUA

Cavalcante havia sido condenado à prisão perpétua pelo assassinato de sua ex-namorada e fugiu da prisão em 31 de agosto

Avalie a matéria:
Danilo Cavalcante é capturado após 14 dias de buscas nos EUA | Foto: Reprodução

O brasileiro, Danilo Cavalcante, de 34 anos, foi preso pela polícia do estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos, devido a uma oportuna intervenção canina. O suspeito foi mordido por um cão policial enquanto tentava escapar das autoridades nesta quarta-feira, 13 de setembro.

Cavalcante havia sido condenado à prisão perpétua pelo assassinato de sua ex-namorada e fugiu da prisão em 31 de agosto. Segundo o tenente-coronel George Bivens, da Polícia Estadual da Pensilvânia, nas primeiras horas da madrugada de quarta-feira, um veículo aéreo detectou um sinal de calor em uma área de vegetação densa. O veículo aéreo conseguiu rastreá-lo por um tempo, mas a busca foi interrompida devido a uma tempestade.

A área foi então cercada por equipes táticas em terra, uma da SWAT da Pensilvânia e outra da patrulha de fronteira. Pela manhã, por volta de 25 agentes encontraram Cavalcante em uma área de floresta. Ao perceber a presença dos policiais, ele tentou escapar rastejando com um fuzil. Cachorros foram soltos, o brasileiro tentou resistir e sofreu uma mordida na cabeça. Em seguida, Cavalcante foi capturado. Um médico examinou a mordida no momento, disse Bivens. Não houve disparos. A ação durou cerca de cinco minutos.

Na TV, canais mostram imagens de Cavalcante sob custódia. Algemado, o brasileiro usa calça e uma blusa moletons escuras, calçados pretos e tem os cabelos molhados. É possível ver dezenas de agentes, junto a cães farejadores, tirando uma foto com o criminoso ao centro. "Sei que houve uma foto. Esses homens e mulheres trabalham muito. Eles estão orgulhosos do seu trabalho. Não tenho um problema com o fato de terem tirado uma foto", disse Bivens.

Posteriormente, ao ser colocado em uma van policial para o transporte, a blusa que ele vestia foi cortada. Danilo Cavalcante passará por uma avaliação médica e em seguida será encaminhado a uma prisão estadual, não retornando à prisão de Chester da qual havia escapado. Essa busca intensiva durou 14 dias, durante os quais Cavalcante conseguiu evadir-se das autoridades em várias ocasiões, roubar uma van, entrar em contato com duas pessoas em busca de ajuda e apoderar-se de uma arma.

Conforme as autoridades policiais, algumas pessoas aparentemente tentaram auxiliar o brasileiro, sendo que ele confirmou que sua própria irmã foi uma delas. Ela foi detida na semana anterior e está enfrentando processos de deportação por estar no país ilegalmente.

(Com informações da Folhapress - Fernanda Perrin)



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES