Estudante de medicina é condenado a 33 anos por estupro de irmã e prima

Na decisão, o magistrado condenou Marcos pelo estupro da irmã, a 23 anos e quatro meses e pelo estupro da prima a condenação foi de 10 anos, quatro meses e sete dias.

Avalie a matéria:
marcos | reprodução

O juiz Raimundo Holland Moura de Queiroz,  da 5ª Vara Criminal de Teresina, condenou o estudante de medicina Marcos Vitor Aguiar Dantas,  a 33 anos 8 meses e 7 dias de prisão em regime fechado pelo estupro de duas meninas, uma delas sua irmã. O estudante de 23 anos está foragido há mais de um ano.Foragido, estudante de medicina é condenado a 33 anos de prisão por estupros

Na decisão, o magistrado condenou Marcos pelo estupro da irmã, a 23 anos e quatro meses e pelo estupro da prima a condenação foi de 10 anos, quatro meses e sete dias. 

Leia Mais

Marcos Vitor é suspeito de estuprar quatro menores de idade em Teresina. O  juiz absolveu o estudante de uma terceira denúncia de estupro também contra uma prima. 

As mães das crianças denunciaram os casos de abuso em setembro de 2021. No dia 7 de outubro do mesmo ano, foi decretada a prisão preventiva do acusado e desde então Marcos Vitor é considerado foragido.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES