Pastor é preso acusado de estuprar três sobrinhas em São Paulo

O pastor evangélico José Geraldo Gomes Ribeiro teria iniciado os estupros há mais de 30 anos, entre as vítimas estão sobrinhas menores de idade.

Avalie a matéria:
Prisão do pastor evangélico José Geraldo Gomes Ribeiro por estuprar três sobrinhas em São Paulo | Reprodução
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

A Polícia Civil de São Paulo prendeu o pastor evangélico José Geraldo Gomes Ribeiro, de 63 anos, na manhã desta quinta-feira (16). Ele é acusado de estuprar três sobrinhas. A prisão ocorreu na residência dele, no bairro Jardim São Marcos, em Vargem Grande Paulista.

COMO OS CRIMES FORAM DESCOBERTOS?

Segundo a delegada Francini Abrahin, o pastor praticava os abusos sexuais há mais de 30 anos. Uma das vítimas, sobrinha dele, atualmente tem 41 anos e disse à polícia que foi estuprada pelo religioso quando tinha 8 anos de idade. A vítima decidiu revelar os abusos à família. Depois disso, a filha dela  de 16 anos afirmou que também havia sido estuprada pelo religioso.

“Ele abusava da confiança depositada nele, inclusive pela função que exercia. Essas meninas, jovenzinhas que foram estupradas, ou que ele tentou estuprar, eram, em grande parte, da família dele”, disse a delegada.

Em depoimento, a mulher afirmou que os abusos ocorreram “quando não haviam adultos por perto”, no sítio ou na casa de José Geraldo. 

VÍTIMAS DO PASTOR

No núcleo familiar, até o momento, a Polícia Civil identificou três vítimas que afirmam ter sido estupradas pelo pastor e uma que teria sido alvo de uma tentativa de abuso sexual. Com exceção da mulher de 41 anos, as outras vítimas são adolescentes, com idades entre 14 e 16 anos.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES