Trafigura se declara culpada por esquema de propina envolvendo a Petrobras

Processo alega que Trafigura subornou integrantes de autoridades entre 2003 e 2014

Sede da Trafigura em Genebra, na Suíça | Reuters
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

A empresa de commodities Trafigura se declarou culpada à Justiça dos Estados Unidos pelo pagamento de propina a autoridades brasileiras em negociações com a Petrobras.

O QUE ACONTECEU: O processo alega que a gigante suíça subornou integrantes do governo brasileiro entre os anos de 2003 e 2014 para garantir o fechamento de negócios com a Petrobras, de acordo com comunicado do Departamento de Justiça dos EUA (DoJ, na sigla em inglês). A Trafigura fechou acordo de US$ 126 milhões para concluir as investigações do departamento americano.

Essa decisão ocorre em meio a uma série de casos em que grandes empresas de negociação de commodities foram multadas, incluindo Gunvor, Vitol e Glencore.

ESQUEMA DE SUBORNO: O esquema em questão veio à tona no contexto da Operação Lava Jato, com a Trafigura sendo mencionada juntamente com outras empresas na 57ª fase da investigação. 

Essa fase investigava o pagamento de propinas a funcionários da Petrobras por empresas envolvidas na compra e venda de petróleo e derivados, atividade conhecida como trading.

De acordo com documentos do Departamento de Justiça dos EUA, a Trafigura manteve relações comerciais com a Petrobras entre 2003 e 2014. Em 2009, a empresa estabeleceu um esquema de suborno que envolvia o pagamento de até US$ 0,20 por barril de produtos petrolíferos comprados ou vendidos da Petrobras.

Os pagamentos eram dissimulados através de empresas de fachada e canalizados para contas bancárias offshore destinadas a funcionários da Petrobras no Brasil. Segundo o Departamento de Justiça, a Trafigura obteve lucros aproximados de US$ 61 milhões com esse esquema.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES