Comandante do Exército endossa decisão do STF contra “intervenção militar constitucional”

O comandante do Exército, general Tomás Paiva, concorda com a posição do STF por rejeitar a tese de uma “intervenção militar constitucional”.

General Tomás Paiva, comandante do Exército | Divulgação/Everton Amaro/ Fiesp
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

O comandante do Exército, general Tomás Paiva, expressou sua concordância com a posição do Supremo Tribunal Federal (STF) após a formação de maioria para rejeitar a tese de uma "intervenção militar constitucional". O placar atual é de sete votos a zero contra essa interpretação, com o voto recente do ministro Cristiano Zanin nesta terça-feira.

💬 O que disse Paiva: Em declaração à CNN, Paiva afirmou que o posicionamento da Corte está "totalmente" correto e ressaltou que o STF é a instância final na interpretação da Constituição. "Quem interpreta a constituição em última instância é o STF e isso já estava consolidado como o entendimento", disse.

📜 Qual pauta em discussão: Os ministros estão revisando uma ação que discute os limites constitucionais da atuação das Forças Armadas e sua relação hierárquica com os Poderes. A discussão foi iniciada no Supremo por meio de uma ação movida pelo PDT em 2020, que questiona o uso das Forças Armadas pelo presidente da República, especialmente com base no artigo 142 da Constituição. O artigo considera que:

"As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem".

Até o momento, todos os ministros que votaram acompanharam o relator, Luiz Fux. O julgamento está ocorrendo no plenário virtual do STF e está previsto para encerrar no dia 8.

Com informações de O Globo



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES