Como o Bolsa Família abriu as portas do ensino superior a 256 mil beneficiários

Para o presidente Lula, o acesso à educação é fundamental para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária

Avalie a matéria:
Lula e ministros | Ricardo Stuckert/PR

O programa Bolsa Família, criado pelo governo Lula (PT) em 2003, tem sido fundamental para que milhares de brasileiros concluam o ensino superior. Um levantamento do Instituto Mobilidade e Desenvolvimento Social (IMDS) revela que, entre 2016 e 2022, o número de pessoas com ensino superior que recebem o benefício ou têm renda compatível com o CadÚnico (Cadastro Único) cresceu 774 mil.

Em 2022, 1,6 milhão de pessoas entre 18 e 65 anos que residem em domicílios cadastrados no CadÚnico tinham ensino superior. Em 2016, esse número era de 826 mil. Entre os beneficiários do Bolsa Família, o aumento foi ainda mais significativo: de 84 mil para 256 mil no mesmo período.

Histórias de superação

A história de Rejane dos Santos, 41 anos, moradora de Niterói (RJ), ilustra o impacto positivo do programa. Em 2010, ela perdeu a casa em um temporal e precisou se inscrever no CadÚnico. Com o benefício do Bolsa Família, ela e sua família conseguiram se estabilizar e seguir em frente. Hoje, ela está terminando o curso de direito e trabalha em uma agência bancária.

Aparecida Carvalho de Souza, 53 anos, moradora de Santo André (SP), também é um exemplo de superação. Ela entrou no Bolsa Família para poder voltar a estudar. Com o benefício, ela paga a mensalidade da faculdade de serviço social e ainda sobra para comprar alimentos e pagar as contas.

Educação como ferramenta de transformação social

Os dados do IMDS comprovam que o Bolsa Família é um importante instrumento de combate à pobreza e à desigualdade social. O programa não apenas garante a segurança alimentar de milhões de famílias, mas também oferece oportunidades de educação e desenvolvimento profissional.

Para o presidente Lula, o acesso à educação é fundamental para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária. "O Bolsa Família é um programa que transforma vidas. Ele dá às pessoas a oportunidade de estudar, trabalhar e construir um futuro melhor para si mesmas e para suas famílias", afirma Lula.

O futuro do Bolsa Família

O governo Lula está comprometido em fortalecer e ampliar o Bolsa Família. O objetivo é garantir que o programa atenda a todas as famílias que precisam e que seja um instrumento de inclusão social e de desenvolvimento humano.

Dados relevantes

  1. Entre 2016 e 2022, o número de pessoas com ensino superior que recebem o Bolsa Família ou têm renda compatível com o CadÚnico cresceu 774 mil.
  2. Em 2022, 1,6 milhão de pessoas entre 18 e 65 anos que residem em domicílios cadastrados no CadÚnico tinham ensino superior.
  3. Entre os beneficiários do Bolsa Família, o número de pessoas com ensino superior passou de 84 mil para 256 mil entre 2016 e 2022.

O Bolsa Família é um programa de grande sucesso que tem impactado positivamente a vida de milhões de brasileiros. O programa oferece oportunidades de educação e desenvolvimento profissional, contribuindo para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

Para mais informações, acesse MeioNorte.com

Leia Mais
Veja Também
Tópicos
SEÇÕES