Deputados pressionam Lira para se opor ao STF e aprovar PEC que acaba com foro

Essa ação surge como resposta ao julgamento da Corte que poderia estender o foro por prerrogativa de função mesmo após o término dos mandatos políticos

Arthur Lira e Luís Roberto Barroso | Montagem/MeioNews
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

Deputados de oposição do governo Lula (PT) estão intensificando a pressão sobre o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), para que coloque em votação uma proposta de emenda à Constituição (PEC) que visa abolir o foro privilegiado. Essa ação surge como resposta ao julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) que poderia estender o foro por prerrogativa de função mesmo após o término dos mandatos políticos.

A PEC do Foro, de autoria do ex-senador Álvaro Dias, do Paraná, já tramita desde 2013, tendo sido aprovada no Senado e aguardando votação na Câmara desde 2017. Após passar por todas as etapas necessárias, resta apenas a votação no Plenário.

A reação dos parlamentares foi motivada pelo voto do ministro Gilmar Mendes em uma ação no STF. Mendes propôs uma ampliação do conceito do foro, defendendo que mesmo após deixarem o mandato, os políticos ainda poderiam ser julgados pela Corte. Esse posicionamento gerou descontentamento e mobilização por parte dos congressistas.

A proposta em questão tem o potencial de impactar significativamente o sistema judiciário e político do país, uma vez que prevê o fim do foro para a maioria dos detentores, mantendo-o apenas para cargos de alta hierarquia. Essa movimentação ganha ainda mais relevância diante do contexto atual, incluindo debates sobre prisões de políticos e a independência dos poderes.

Para mais informações, acesse meionews.com

Leia Mais


Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES