Silvio Mendes: “Não serei subordinado a Ciro Nogueira”

O candidato do União Brasil foi o terceiro entrevistado da série e disse que a disputa nacional não o interessa, que o foco é o Piauí.

Avalie a matéria:
"Ciro nunca será meu chefe", diz Silvio Mendes em sabatina no Jogo do Poder | Raíssa Morais

O candidato do União Brasil, Silvio Mendes, disse que jamais será subordinado do ministro Ciro Nogueira, caso seja eleito para o Governo do Piauí.  A declaração foi dada durante sabatina no Jogo do Poder nesta quarta-feira, 31 de agosto. 

Quando eu fui candidato a prefeito saiu a história que o Firmino mandava em mim, nunca mandou, hoje meu chefe é a população, agora dizem que o Ciro é meu chefe, nunca foi, nunca será, tanto que já foi meu adversário, mas as relações foram tão civilizadas, que elas voltaram”, pontuou. 

Leia Mais

Silvio Mendes diz que ministro não será seu chefe caso eleito (Foto: Raissa Morais)

O pleiteante ao posto máximo do Poder Executivo sinalizou que política se faz com diferentes, destacando que não entrará na discussão nacional

“Eu acho que em política se faz alianças com diferentes, porque se você não pensar diferente, como muda, como era menos. Pode ser complicado, mas pra mim não é, o Ciro é sim meu aliado político, mas eu jamais serei subordinado a ele, se for governador, serei eleito pelo meu chefe, meu chefe é o povo do Estado do Piauí”.  

Silvio reverberou que Lula o auxiliou em obras importantes na capital piauiense, e que não tem problema em dialogar. “A questão nacional não me interessa isso, estou vivendo o melhor tempo da minha vida, até aja campanha estou feliz, o eleitor do Lula que vem a minha campanha e me apoia, é muito mais do que você possa imaginar, e claro que eu fico satisfeito, eu nunca tive problemas com o Lula, nunca, as maiores obras que fizemos em Teresina foi com ajuda dele, ele me chama pelo nome, perguntava por Teresina, eu não vou discutir Brasil, vou discutir o Piauí”, destacou.  

Por fim, o ex-prefeito de Teresina finalizou. “O eleitor do Piauí deve estar preocupado em resolver o problema da saúde, da educação, como eu estou”.

Silvio Mendes é sabatinado na Rede Meio Norte (Foto: Raissa Morais)

Relação com o Firmino Filho 

Questionado sobre os rumores envolvendo a sua relação com o ex-prefeito Firmino Filho, falecido no ano passado, Mendes desmentiu qualquer problema de ordem pessoal, revelando que três dias antes da morte do ex-gestor, ele havia o convidado para pescar e colocar o papo em dia. 

A minha relação com o Firmino sempre foi muito boa, tanto que ele me deu a filha mais nova para ser padrinho dela.  Vou fazer uma confissão a vocês durante aquela campanha o Dr Pessoa atual prefeito esteve na minha casa várias vezes com o senador Marcelo Castro para que eu fosse candidato a prefeito e ele a vice, eu disse não,  eu tenho que manter a coerência, o Firmino sempre foi meu companheiro e eu jamais ficaria num campo diferente do Firmino”, frisou. 

O candidato do União Brasil ainda complementou. “Eu nunca tive problemas com o Firmino no sentido de relações arranhadas, nunca, eu apenas tinha por amizade a ele, admiração, eu dizia as verdades, eu não quero um aliado que pense como eu, eu quero um que pense diferente porque se a gente fizer a mesma coisa não evoluiu, o Firmino três dias antes da atitude que ele tomou, que ninguém podia imaginar, ele ligou para a gente convidando para pescar, para atualizar as conversas, portanto, isso é um assunto que não cabe nenhuma discussão, então se algum adversário disser, tá no direito dele, mas é mentira”, cravou. 

Construção de maternidades

O ex-prefeito de Teresina disse que o Piauí é o campeão de mortes maternas, havendo a necessidade de se criar uma rede de proteção descentralizada. Assim, Silvio propôs a criação de 11 maternidades

“Em nome dessas mulheres que precisa ser vista, ser olhada, efetivamente, eu começo com a questão da existência da própria educação, segundo o Piauí é campeão em mortes maternas, porque um dos aspectos não foi preocupação do Governo do Estado, mães estão sendo transportadas de Teresina de Picos para fazer um parto normal; em Teresina você não vai ver uma mãe dando luz nos corredores, pois nós fazemos uma rede de proteção, vamos fazer 11 maternidades, é uma série de medidas, como uma engrenagem, é possível fazer”, afirmou. 

Apoios 

Silvio Mendes comentou sobre o apoio do ex-petista Jesus Rodrigues, anunciado nesta semana e muito comemorada por seus aliados. “Com muita honra, o Jesus tem um simbolismo muito forte, era um petista raiz e tem tanta gente que tem manifestado isso, que fortalece a minha certeza que fiz bem em voltar a atividade política após 12 anos, sou feliz com a generosidade de quem acreditou em mim, quando você não rouba, você faz o que deve ser feito, dá pra fazer educação, fazer saúde, eu tenho as mãos limpas, não respondo em nenhum processo e vai continuar assim”. 

Diferença em Teresina

Na reeleição à Prefeitura de Teresina, Sílvio Mendes concorreu à época com Nazareno Fonteles, pai do candidato petista ao Governo. Na ocasião, o ex-prefeito teve mais de 170 mil votos de maioria, assim, foi questionado se esperava repetir esse desempenho contra Rafael. 

“Eu não quero, essa é uma vontade da população se ela entender, nós temos na verdade 9 candidatos, são várias opções possíveis e as pesquisas mostram um registro fotográfico no momento, mas é verdade, nós vencemos o Nazareno,  médico, temos uma boa relação até hoje, menos com o filho, até porque temos atividades diferentes, mas civilizadas as relações;  vou fazer outra revelação: quando fui pra reeleição, o Firmino disse ‘te viabiliza politicamente’ e eu fui atrás do João Vicente, e de certa forma influenciei o João Vicente a indicar o Elmano pelo currículo, quando a gente foi pra reeleição estava muito bem, e na reeleição os tucanos sabiam que eu já tinha essa disposição, por discordar já naquele tempo de um Governo do estado ruim, provavelmente eu saio para ser candidato ao Governo do Estado, chamei o Elmano, ‘Elmano chega perto, eu quero que qualquer ato meu você esteja presente’, e eu coloquei o Elmano em todos os acordos, sai da Prefeitura, não pedi nada ao Elmano, até porque não se pede, nunca botei um parente meu no Governo, eu tenho uma filha desempregada, ela vai fazer um concurso, vai ralar, como qualquer pessoa.  Claro que se tiver uma diferença como a do Nazareno, eu ficarei honrado”. 

Reduzir o tamanho da máquina 

Caso seja eleito governador do Piauí, o candidato do União Brasil, Silvio Mendes, afirmou que pretende reduzir a máquina administrativa

“Primeiro organizar o Estado, reduzir o tamanho da atividade administrativa, focar na atividade-meio, buscar resolver os problemas que a população tem direito, já percorremos praticamente todo o Piauí.  A população reclama da saúde que não atende; fizemos a melhor educação do Brasil, enquanto o Estado fez a pior educação do Brasil, agora resolveu alfabetizar 200 mil piauienses, um atestado de incompetência”. 

Silvio Mendes ainda teceu críticas à atual gestão na área da segurança pública, destacando para a necessidade de mais agentes. 

“Segurança pública que não protege, seja as pessoas, seja seu patrimônio, porque um dos motivos e não ter um efetivo que a lei determina, e vamos colocar o dobro, colocar urgentemente 6 mil policiais, você tem que ter inteligência, ter o trabalho preventivo, e nós vamos fazer”. 

O ex-prefeito ainda lamentou o fato do Piauí ter um número elevado de residentes na linha da extrema pobreza. “Mais da metade da população do Piauí ganha menos de um salário mínimo, com certeza não é dessa forma que se gera prosperidade. Não é porque sou oposição, é porque são fatos fáceis de serem vistos”. 

O candidato elencou a importância de se investir em obras de infraestrutura. “Nos Cerrados não tem estrada, não tem energia, nem sequer o direito da posse da terra juridicamente falando. O Piauí já foi a quarta economia do país, e hoje está no final da fila”. 

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES