João Amoêdo anuncia sua desfiliação do Novo: 'Não existe mais'

“Hoje, com muito pesar, me desfilio do partido que fundei, financiei e para o qual trabalhei desde 2010'', disse ele

Avalie a matéria:
João Amoêdo | Divulgação

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - João Amoêdo, um dos fundadores do Novo, anunciou nesta sexta-feira (25) que se desfiliou do partido.

João Amoêdo anunciou sua desfiliação do Partido Novo Foto: Divulgação 

"Hoje, com muito pesar, me desfilio do partido que fundei, financiei e para o qual trabalhei desde 2010. Deixo um agradecimento especial a todos que fizeram parte desse time que com dedicação, humildade e determinação transformaram em realidade o que parecia ser impossível", escreveu em rede social.

Na postagem, o político afirmou que a legenda não existe mais. Amoêdo disse ainda que foram 33 meses sob a atual gestão em que o Novo "foi sendo desfigurado e se distanciou da sua concepção original".

"O Novo atual descumpre o próprio estatuto, aparelha a sua Comissão de Ética para calar filiados, faz coligações apenas por interesses eleitorais, idolatra mandatários, não reconhece os erros, ataca os Poderes constituídos da República e estimula ações contra a democracia", escreveu.

Diante deste cenário, Amoêdo afirmou que a sigla não o representa e seria incoerente permanecer filiado. "A minha saída do Novo em nada muda a vontade de ajudar o Brasil", disse.

O político foi suspenso em 27 de outubro pela legenda após declarar voto em Lula no segundo turno das eleições. Na ocasião, o empresário disse ter recebido a notícia com surpresa e indignação.

Ele, que havia declarado voto em Bolsonaro no segundo turno de 2018, chegou a dizer que anularia neste ano. Mas decidiu votar em Lula, apesar de criticar o petista.

Em outubro, Amoêdo reagiu na justiça e apresentou notícia-crime à Procuradoria-Geral Eleitoral contra um grupo de membros do partido.

Em 2018, o empresário disputou a Presidência pela primeira vez e obteve 2,5% dos votos válidos no primeiro turno, terminando em quinto lugar.

Em 2020, Amoêdo deixou a presidência do Novo, cargo que exercia desde que a legenda obteve o registro partidário, em 2015.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES