Jornalista que criticou Janja comeu mosca ao vivo e comete gafe. Vídeo

Eliane Cantanhêde tem sido duramente contestada por fazer criticas a futura primeira-dama do país

Avalie a matéria:
Jornalista engoliu mosca durante comentário | reprodução internet

A jornalista Eliane Cantanhêde, da GloboNews tem tido uma ruidosa repercussão na mídia e nas redes sociais, em razçao se comentários que envolve Janja Silva. O assunto virou pauta a coluna de Jeff Benício, no portal Terra.

Ele fez algumas considerações sobre a posição da jornalista. A comentarista criticou a presença da mulher de Lula que tem atuado também no processo de transição do atual governo para a futura Presidência do petista.

"Ela já começou a participar de reunião, já vai dar palpite e daqui a pouco ela vai dizer quem pode ser ministro. Isso dá confusão. Se é assim na transição, imagina quando virar primeira-dama", disse no ar.

Janja é socióloga e atuante desde a campanha -reprodução instagram

Comentário

A jornalista foi além. "Eu acho que o bom exemplo de primeira-dama foi a Ruth Cardoso (esposa do presidente FHC), que, como a Janja, tinha o brilho próprio. Era professora universitária, uma mulher respeitada na área dela, mas não tinha protagonismo."

Comentário extremamente infeliz da Eliane Cantanhêde. Ajudem a subir a tag RESPEITA A JANJA! pic.twitter.com/4QFcGtCrQ9

— Tauat Resende (@heytauat) November 12, 2022 ustify;">

A reclamação da comentarista foi considerada machista segundo o colunista. Ele lembra que ela é socióloga com mestrado e que Janja não quer ser apenas uma figura decorativa ao lado de Lula.  Até porque deu valioso suporte emocional a Lula na época da prisão em Curitiba e ao longo da mais difícil campanha eleitoral enfrentada pelo ex-presidente.

Jornalista acabou engolindo mosca durante programa - reprodução

Notícia

Não foi a primeira vez que a comentarista virou notícia. Em junho, se tornou meme ao elogiar o inglês "razoavelmente compreensível" de Jair Bolsonaro na Cúpula das América. Foi corrigida ao vivo pelos colegas do 'Em Pauta'. A voz era do intérprete, não a do presidente.

Dois meses depois, protagonizou um momento tão hilário quando aflitivo. Quando analisava o impacto das pautas ideológicas na eleição, um inseto entrou em sua boca produzindo desconforto e tosse. "Desculpe, acabei de engolir uma mosquinha", avisou. Os outros jornalistas que estavam no ar não seguraram o riso.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES