Lula e Macron lançam plano de investimento de R$ 5,3 bi para a Amazônia

Além disso, os chefes de Estado também anunciaram uma coalizão para promover padrões elevados nos mercados de créditos de carbono

Avalie a matéria:
Parceria Brasil-França | Ricardo Stuckert/PR

Reunidos em Belém, os presidentes da França, Emmanuel Macron, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), revelaram um ambicioso plano de investimentos em bioeconomia para a região amazônica. O projeto visa mobilizar 1 bilhão de euros (cerca de R$ 5,3 bilhões) em recursos públicos e privados nos próximos quatro anos, com foco em iniciativas sustentáveis.

A iniciativa contempla uma parceria estratégica entre bancos públicos brasileiros, como o Banco da Amazônia e o BNDES, e a Agência Francesa de Desenvolvimento, visando impulsionar o desenvolvimento econômico sustentável na Amazônia brasileira e na Guiana Francesa. Além disso, prevê a criação de um centro de pesquisa operado pela Embrapa e pelo Cirad, voltado para inovações científicas e tecnológicas.

Macron e Lula também anunciaram uma coalizão para promover padrões elevados nos mercados de créditos de carbono, combatendo o chamado “greenwashing” e fortalecendo um mercado regulado internacionalmente. Essa iniciativa visa garantir a efetividade das ações de combate às mudanças climáticas.

A visita de Macron ao Brasil, que marca sua primeira passagem pela América Latina, reforça o compromisso mútuo com a proteção da biodiversidade, a transição ecológica e a descarbonização das economias. O anúncio do plano de investimentos bilionário demonstra o potencial de cooperação entre os dois países e o empenho em promover um desenvolvimento sustentável na Amazônia.

Para mais informações, acesse meio.com

Leia Mais
Veja Também
Tópicos
SEÇÕES