Lula, FHC, Temer e Collor têm 'dinheiro esquecido' de saldo a receber

Saques dos valores serão autorizados a partir do dia 7 de março; há mais de R$ 6 milhões disponibilizados pelo Banco Central

Avalie a matéria:
Lula, FHC, Temer e Collor têm 'dinheiro esquecido' de saldo a receber | Ascom

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e três ex-mandatários têm dinheiro "esquecido" em bancos, instituições financeiras ou cooperativas. Além do atual chefe do Planalto, Michel Temer, Fernando Henrique Cardoso e Fernando Collor de Mello também possuem valores a serem resgatados, conforme consta no sistema Banco Central (BC).

A consulta pode ser feita no site Valores a Receber, administrado pelo BC. A informação sobre o dinheiro esquecido por Lula e os ex-presidentes foi divulgada pelo site Poder 360 e confirmada pelo GLOBO.

O site do BC não disponibiliza qual o valor exato que cada um deles vai receber. Os ex-presidentes Jair Bolsonaro e Dilma Rousseff não têm dinheiro "esquecido" para ser sacado.

Lula, FCH, Temer e Collor Evaristo Sá/AFP - Ricardo Stuckert - Maria Isabel Oliveira - Roque de Sá/Agência Senado 

Consultas

Após três dias da liberação, mais de 10 milhões de consultas já foram feitas sobre eventuais valores "esquecidos" por brasileiros em bancos, instituições financeiras e cooperativas. Nessas buscas, mais de 2,8 milhões de pessoas físicas e jurídicas descobriram ter algum dinheiro a receber, entre os mais de R$ 6 milhões disponibilizados. Os saques, no entanto, só serão autorizados a partir do dia 7 de março, após 11 meses de bloqueio.

A consulta pode ser feita no site Valores a Receber, administrado pelo Banco Central (BC), que voltou a realizar consultas após um período de instabilidade devido ao número de acessos simultâneos. Na plataforma, é possível consultar saldos de pessoas já falecidas e resgatar esses valores. A consulta aos valores "esquecidos" estava suspensa desde abril de 2022, assim como os saques.

O sistema tem novidades, como impressão de telas e de protocolos de solicitação para compartilhamento no Whatsapp e inclusão de todos os tipos de valores previstos na norma do SVR. Também há uma sala de espera virtual, que permite que todos os usuários façam a consulta no mesmo dia, sem a necessidade de um cronograma por ano de nascimento ou de fundação da empresa.

Além dessas melhorias, haverá a possibilidade de consulta a valores de pessoa falecida, com acesso para herdeiro, testamentário, inventariante ou representante legal. Assim como nas consultas a pessoas vivas, o sistema informará a instituição responsável pelo valor e a faixa de valor.

Também há mais transparência para quem tem conta conjunta. Se um dos titulares pedir resgate de um valor esquecido, o outro, ao entrar no sistema, conseguirá ver as informações: como valor, data e CPF de quem fez o pedido.

 

 



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES