Lula reclama de dores e pode passar por cirurgia; viagens serão reduzidas

O presidente também vem reclamando de uma dor no quadril que não tem melhorado com tratamentos e medicação.

Avalie a matéria:
Lula vai reduzir ritmo de viagens após dores no quadril | Ricardo Stuckert

O presidente Lula vai diminuir a quantidade de viagens nas próximas semanas assim que chegar de uma missão oficial no Japão. A informação foi repassada para o blog da jornalista Ana Flor, no G1.

De acordo com as fontes da comentarista, são vários os motivos da decisão da equipe do presidente, dentre eles está o ritmo intenso de viagens de Lula no Brasil e fora dele, já que recentemente Lula foi para Londres, Portugal, Emirados Árabes, China, entre outros.

Além da agenda intensa, o presidente também vem reclamando de uma dor no quadril que não tem melhorado com tratamentos e medicação, por conta disso, a equipe de Lula já cogita a possibilidade de uma cirurgia ser realizada. 

Durante um discurso realizado na Bahia na última quinta-feira, 11 de maio, o presidente chegou a falar sobre o problema de saúde e brincou com o senador Otto Alencar (PSD-BA) que é médico ortopedista e tem um filho cirurgião. 

"Depois, eu vou fazer uma consulta com o Otto. Eu estou com um problema na cabeça do fêmur e você é ortopedista, você sabe disso. E você sabe que você vai ter que me curar porque eu sou bom de bola, não posso jogar mais por causa dessa na hora que eu estou aqui. Eu tomo injeção já não resolve é você que vai me curar, Otto", disse Lula.

Em fevereiro, Lula realizou uma ressonância magnética no quadril, em Brasília. Na manhã da última quarta-feira (17), Lula embarcou para o Japão e só deve chegar em Hiroshima na noite de quinta (18).

Leia Mais
Veja Também
Tópicos
SEÇÕES