Moraes nega acesso da defesa de Bolsonaro à delação de Mauro Cid

Moraes destacou que, embora o investigado tenha o direito ao silêncio, não há o direito prévio e genérico de recusar a observância das determinações legais.

Ministro Alexandre de Moraes | Joédson Alves/Agência Brasil
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraesrecusou o requerimento feito pela defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro para obter acesso completo à delação de Mauro Cid, ex-ajudante de ordens do ex-presidente, assim como outras evidências. Também foi negado o pedido de recusa de depoimento com base na alegação de falta de acesso aos autos.

Nesse sentido, o investigado será responsável por decidir entre "o direito de falar no momento adequado" ou "o direito ao silêncio parcial ou total"; entretanto, não cabe ao investigado decidir de forma prévia e geral sobre a possibilidade de realizar atos processuais durante a investigação criminal ou a instrução do processo penal.

O ministro determinou que fosse permitido o "acesso integral aos elementos de prova já documentados nos autos", excluindo apenas as diligências em andamento e os elementos da colaboração premiada de Mauro Cid, conforme entendimento consolidado pelo STF de que, antes do recebimento da denúncia, não há cerceamento de defesa ao negar acesso a termos de colaboração premiada relacionados a investigações em curso.

Moraes destacou que, embora o investigado tenha o direito ao silêncio, não há o direito prévio e genérico de recusar a observância das determinações legais. Ele ressaltou que não é permitido ao investigado se recusar antecipadamente a participar de futuros atos procedimentais ou processuais, os quais podem ser estabelecidos legalmente dentro do devido processo legal.

Assim, segundo o ministro, o investigado não tem razão ao alegar que não foi garantido acesso integral a todas as diligências realizadas e provas apresentadas nos autos, nem compete a ele escolher a data e hora de seu interrogatório.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES