Enchente no RS: Entenda como é possível a água ter tanto poder de destruição

A Defesa Civil alerta para o perigo subestimado da água: apenas 15 cm de profundidade são suficientes para arrastar uma pessoa

Avalie a matéria:
Estrada destruída pela força da água no RS | SECOM RS
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

A devastação provocada pelas inundações no Rio Grande do Sul é comparável a desastres naturais como furacões ou terremotos. A água, aparentemente inofensiva, revela seu poder de destruição quando está em movimento. Um metro cúbico de água pesa uma tonelada, e quando se desloca, exerce uma pressão capaz de varrer qualquer obstáculo em seu caminho.

NÍVEL DO RIO -  Rio Taquari, atingindo cerca de 18 km/h, demonstra a força brutal das enchentes, capazes de derrubar paredes de tijolos e causar o colapso de estruturas. O professor Fernando Dorneles, da UFRGS, destaca que a energia cinética da água em escoamento pode ser comparada à utilizada na geração de energia elétrica em hidrelétricas.

Quando a água atinge cerca de 1 metro de altura, mesmo tentar atravessar a enxurrada se torna extremamente difícil, seja caminhando ou nadando. Os obstáculos no caminho geram ondas e redemoinhos, além da força da correnteza, podendo arrastar carros e objetos grandes que, por sua vez, representam risco para as pessoas.

Nível da água do Taquarí (Foto: Bruno Zilio)

SEGURANÇA - Com a inundação atingindo 2 ou 3 metros de altura, a única opção é buscar locais elevados, como os telhados das casas ou o topo das árvores, e aguardar pelo resgate. O cenário se torna ainda mais dramático quando a água alcança níveis de 10 ou 20 metros, como tem sido observado em algumas cidades do Rio Grande do Sul.

A Defesa Civil alerta para o perigo subestimado da água: apenas 15 cm de profundidade são suficientes para arrastar uma pessoa, e 30 cm podem levar um carro.  Em situações extremas, onde a água atinge vários metros de altura, o resgate se torna a única opção viável. A orientação é clara: priorizar a vida e evacuar as áreas em risco, deixando para trás preocupações com bens materiais. A precaução é a melhor defesa contra a força avassaladora das enchentes.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Tópicos
SEÇÕES