PMT e sindicato chegam a acordo, mas empresa atrasa retorno da limpeza

A empresa Litucera, única representante do Consórcio Teresina Ambiental (CTA), não liberou os caminhões para que os trabalhadores pudessem retornar às suas atividades.

Avalie a matéria:
PMT e sindicado entram em acordo, mas empresa atrasa retorno do serviço de limpeza na cidade | Ascom PMT

Prefeitura de Teresina e o Sindicato dos Empregados de Asseio e Conservação do Estado do Piauí (CEACEPI) chegaram a um acordo nesta quarta-feira, 12, para encerrar a paralisação dos trabalhos de limpeza pública da capital, que durou três dias. No entanto, a empresa Litucera, única representante do Consórcio Teresina Ambiental (CTA), não liberou os caminhões para que os trabalhadores pudessem retornar às suas atividades.

Com isso, a Prefeitura informou que está buscando alternativas para garantir que o lixo seja recolhido. Uma delas seria o uso de caminhões das Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas (SAADs). Atualmente, 1.700 trabalhadores atuam na limpeza urbana e coleta de lixo, e a Litucera, que recebeu R$ 48 milhões do município só este ano, tem atrasado o salário dos funcionários e os pagamentos referentes a aluguel e combustíveis dos veículos utilizados na limpeza urbana e na coleta de lixo.

PMT e sindicado entram em acordo, mas empresa atrasa retorno do serviço de limpeza na cidade (Foto: Ascom PMT)

O prefeito Dr. Pessoa afirmou que todos os pontos foram acertados e que a greve deveria encerrar naquele dia. Ele disse: "Entramos em acordo, e todos os pagamentos que deixaram de ser feitos vão acontecer diretamente na conta dos trabalhadores. A prefeitura agiu rapidamente para pôr fim a esse problema que afetou um serviço essencial. Tudo resolvido."

Ficou acordado que a Prefeitura fará os pagamentos atrasados, tanto dos salários quanto dos vales-alimentação, diretamente para a conta dos trabalhadores. A transação será supervisionada pelo Ministério Público, Tribunal Regional do Trabalho (TRT/PI) e pelo sindicato da categoria.

O presidente do sindicato informará sobre o acordo aos trabalhadores reunidos em todos os pontos nesta manhã. Ele disse: "Foi a forma que encontramos para resolver essa problemática neste momento. Queremos repassar para a categoria que, até o final da semana, todos estarão com seus pagamentos; é somente uma questão de logística. A PMT pagará os salários e vales-alimentação até que tudo se resolva."



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES