Rafael Fonteles discute alternativas de reforço energético com a Aneel

A agência acaba de autorizar a implantação de mais 17 unidades geradoras de energia solar no território piauiense

Avalie a matéria:
Rafael Fonteles discute alternativas de reforço energético com a Aneel | Ascom

Na terça-feira (11), o governador Rafael Fonteles, teve uma reunião em Brasília com o presidente da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Sandoval Feitosa. Durante o encontro, foram discutidas opções para fortalecer o sistema energético do estado, incluindo o uso de fontes diversas de geração, como hidrelétricas e termoelétricas, bem como investimentos na produção de hidrogênio verde, uma fonte de combustível considerada promissora para o futuro. “Tratamos sobre o leilão da hidrelétrica e da termoelétrica, tentar reativar essas formas de energia importantes para a manutenção do sistema como um todo” comentou Fonteles.

No encontro também foram discutidas melhorias no sistema de transmissão de energia no Piauí. “As linhas de transmissões são importantes para melhorar a qualidade da energia elétrica e possibilitar mais empreendimentos de energia limpa em nosso estado”, complementou.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) acabou de aprovar a instalação de 17 novas unidades geradoras de energia solar no estado do Piauí. As usinas fotovoltaicas (UFV) serão instaladas em duas cidades, operando sob o regime de Produção Independente de Energia Elétrica (PIE). Ribeiro Gonçalves receberá 11 unidades, cada uma com capacidade de 30 mil kW, totalizando 330 mil kW. Já em Brasileira, ao norte do estado, serão instaladas seis unidades, cada uma com capacidade de 38.712 kW, totalizando 232.272 kW de capacidade produtiva. 

Rafael Fonteles discute alternativas de reforço energético com a Aneel - Foto: Ascom

A adição das novas UFVs consolida o Piauí como referência em produção de energia renovável no Brasil. Outros 30 empreendimentos estão em fase de construção, que terão capacidade instalada total de 1,25 Gw.

Rafael Fonteles deseja que o Piauí também assuma protagonismo na produção de hidrogênio verde. “O ministério de Minas e Energia já começa a se preparar para o combustível do futuro também. São notícias boas que vão gerar emprego, renda, sustentabilidade ambiental e energia de boa qualidade para nosso estado e para nossas empresas”, finalizou.

Veja Também
Tópicos
SEÇÕES