Suspeito de envolvimento em acidente que matou músico em Teresina foge do HUT

O delegado Barêtta, diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), comunicou que a polícia está à procura de José Marcelo Fernandes Portela Machado, de 29 anos

Avalie a matéria:
A morte de Carlos Henrique foi causada pelo impacto do acidente, segundo a perícia | Reprodução

Um homem identificado como José Marcelo Fernandes Portela Machado, de 29 anos, apontado como o motorista da SW4 que colidiu com o carro do músico Carlos Henrique, de 24 anos, na madrugada de quinta-feira (30), fugiu do Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Ele estava internado com diversos ferimentos pelo corpo.

DELEGADO SE MANIFESTA

O delegado Barêtta, diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que está investigando o caso, confirmou a fuga do homem. "Ainda não sabemos como ele conseguiu fugir, mas estamos investigando e vamos encontrá-lo", afirmou o delegado.

Carro do músico (veículo branco) foi violentamente atingido por carro de suspeitos (cinza) que estavam sendo perseguidos (Foto: Reprodução)

Segundo Barêtta, os suspeitos estavam roubando fios de cobre de telefonia no bairro Matadouro, na zona Norte de Teresina, quando a perseguição pela Polícia Militar começou. 

MORTE DO MÚSICO

Carlos Henrique, baixista, morreu na madrugada desta quinta (30) durante uma perseguição policial na Zona Leste de Teresina. De acordo com a perícia, a causa da morte foi o impacto do acidente. A Polícia Militar informou que está investigando o caso.

O baixista Carlos Henrique não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital (Foto: Reprodução)

No começo, a suspeita era de que o músico tivesse sido baleado ao sair do carro, mas o médico legista Antônio Nunes afirmou que não foram encontradas marcas de tiros no corpo da vítima ou no veículo.

Os depoimentos dos policiais e do motorista de aplicativo, no carro em que o músico estava, serão analisados. Segundo o delegado, apenas após essa análise o caso poderá ser concluído ou encaminhado a outro departamento, caso se confirme que a morte foi devida ao acidente.



Participe de nossa comunidade no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link

Baixe nosso app no Iphone, clique neste link


Veja Também
Tópicos
SEÇÕES